Geral

Através da Lei 6.199 · 01/04/2012 - 11h55

Foi criada a Companhia Independente de Policiamento Escolar

Programa de monitoramento por vídeo das escolas, inicialmente, câmeras em 42 unidades


Compartilhar Tweet 1



O governador Wilson Martins criou através da Lei 6.199, de 27 de março de 2012, a Companhia Independente de Policiamento Escolar (Cipe), vinculando-se ao Comando de Policiamento Comunitário (CPCOM). A Cipe participará diretamente do programa de monitoramento por vídeo das escolas, que instalará, inicialmente, câmeras em 42 unidades de ensino.

A medida transforma o antigo Pelotão Escolar em uma estrutura mais organizada e com uma nova filosofia de trabalho, além de ser implantado por lei específica que formaliza o atendimento. A Cipe garantirá o policiamento preventivo e ostensivo em todas as escolas públicas de Teresina e no interior do Estado, através do programa Ronda Cidadão, que está sendo ampliado.

Segundo o capitão da Polícia Militar, Tiago Ribeiro, o trabalho preventivo tem que ser intensificado, pois a família e a sociedade são diretamente responsáveis pelo que acontece na escola. “Trabalhar junto à comunidade escolar, com dicas de segurança, reuniões, palestras, o trabalho educativo da polícia dentro da escola reflete diretamente na baixa dos índices de criminalidade. No início de nosso trabalho conseguimos reduzir o número de ocorrências de 200 para 140; e pretendemos uma redução ainda maior”, frisa.

Para o secretário da Educação, Átila Lira, mais do que fazer a segurança das escolas, e de todos que dependem dela, a parceria com a polícia é uma oportunidade ímpar de resgate dos valores de outrora. “Com a perda de muitos valores familiares e sociais observamos também o agravamento das relações entre profissionais da educação e alunos, conturbando o ambiente escolar. O Policiamento Escolar vem justamente para ajudar na conscientização da comunidade escolar sobre a importância da formação de cidadãos responsáveis e participativos”, finaliza Lira.


Fonte: Com Informações Da Ccom