Geral

Já ouviram até xingamentos! · 13/08/2012 - 12h34

Duas novas brasileiras se unem ao grupo feminista \'Femen\'. Veja fotos

Movimento criado na Ucrânia, em 2008, faz fama com protestos seminus


Compartilhar Tweet 1



Depois da recente estreia da paulista Sara Winter, de 20 anos, no Femen – grupo internacional de feministas que começou na Ucrânia, em 2008, e ficou famoso por suas integrantes lutarem seminuas pelos direitos das mulheres –, agora é a vez de outras duas jovens brasileiras se juntarem ao movimento.

A estudante de direito paulistana Bruna Themis, de 21 anos, entrou para o Femen há três semanas e já fez seu protesto inaugural, no dia 29 de julho, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), a favor da descriminalização do aborto e de melhorias na saúde pública.

Ao contrário de Bruna, que não passou por nenhuma "prova de fogo" antes de expor os seios pela primeira vez, a nova candidata a militante do Femen Brazil, a estudante de gastronomia paulistana Lari Bärin, de 22 anos, foi testada na noite deste sábado (11) em uma pequena e sossegada rua do bairro Bela Vista, região central de São Paulo.

A tranquilidade do "ritual de iniciação" foi quebrada por duas vezes, quando o mesmo carro cheio de homens, ouvindo funk no volume máximo, passou e depois voltou para ofender Lari.

"A gente não pode reagir, para não perder a razão. Quando a polícia chega e parte para cima, aí tentamos nos livrar", explicou Sara. O sobrenome de batismo, italiano, ela trocou pelo inglês Winter, para se parecer com a cantora e vionilista americana Emilie Autumn, de quem é fã. Já Bruna escolheu Themis por causa da deusa grega da Justiça.


Fonte: Com Informações Do G1