Geral

Taxa teve crescimento · 27/11/2020 - 11h01 | Última atualização em 27/11/2020 - 11h26

Dobra a chance de sobrevivência entre os 60 e os 80 anos de idade no Piauí

Apesar do crescimento, o Piauí tem a segunda menor probabilidade de sobrevivência entre os 60 e os 80 anos de idade (514 a cada mil)


Compartilhar Tweet 1



Uma pessoa que completou 60 anos de idade em 2019 possui duas vezes mais chance de chegar aos 80 anos de vida do que alguém que tinha 60 anos de idade em 1980, no Piauí. É o que aponta a Tábua Completa de Mortalidade 2019, do IBGE.

Apesar da expectativa de vida da população idosa do Piauí ser a segunda menor do país, a taxa de sobrevivência em idades avançadas teve crescimento nas últimas décadas. Em 1980, apenas 231 em cada mil pessoas com 60 anos de idade chegaria a completar 80 anos de vida. Em 2019, a perspectiva é de que 514 em cada mil pessoas com 60 anos de idade devem chegar aos 80 anos de existência. O aumento foi de 123%.

O indicador reflete a diminuição da taxa de mortalidade entre a população idosa, o que fez com que a probabilidade de sobrevivência entre os 60 e os 80 anos de idade aumentasse em todo o país. O Piauí teve o quarto maior crescimento nesse índice, atrás apenas do Maranhão (131%), de Roraima (141%) e de Rondônia (211%).

Apesar do crescimento, o Piauí tem a segunda menor probabilidade de sobrevivência entre os 60 e os 80 anos de idade (514 a cada mil). Apenas Rondônia tem índice inferior (496 a cada mil). No Brasil, cerca de 604 a cada mil pessoas que tinham 60 anos de idade em 2019 devem chegar aos 80 anos de vida.  


Fonte: Com informações da Ascom/IBGE

Comentários