Geral

É presidente da Foxconn · 24/02/2012 - 11h11

Brasileiros não trabalham tanto, diz empresa que fará iPads no País

Ele reclama: 'Mas o Brasil apenas me oferece o mercado local, de 190 milhões'


Compartilhar Tweet 1



O presidente da Foxconn, o taiwanês Terry Gou, afirmou que o Brasil é uma "terra cheia de potencial", mas ressalvou que o país oferece "apenas" o mercado local e ainda exige transferência de tecnologia, informa reportagem de Fabiano Maisonnave publicada na edição desta sexta-feira da Folha.

"Temos três fábricas no continente chinês, e cada uma ocupa 5 km²", disse Gou na terça-feira, durante programa de TV em que interagia com jovens de Taiwan.

"Tem gente que diz que é preciso dispersar os negócios. Também quero dispersar, mas o Brasil apenas me oferece o mercado local, de 190 milhões, e ainda é preciso transferir tecnologia."

Apesar da crítica, Gou, que vestia jeans, camisa polo e jaqueta de couro, mostrou-se otimista com o Brasil. Ao falar que é um país com "potencial", perguntou aos estudantes: "Quem daqui quer ir ao Brasil? Vocês podem se registrar comigo, sério. Vou lhes dar o meu e-mail".

O presidente da Foxconn afirmou ainda que os brasileiros "não trabalham tanto, pois estão num paraíso". E o país, em comparação com Taiwan, "não conta com tecnologia avançada": "Estou treinando os brasileiros, dando as tecnologias para eles".