Abriu o jogo -

Vitão desabafa sobre usar roupas sem gênero: 'liberdade de existência'

Vitão, cantor pop, abriu o jogo e fez altas revelações sobre os seus looks exóticos e ainda frisou que mesmo se vestindo do jeito que gosta, não deseja influenciar ninguém. Sendo assim, ainda em uma entrevista reveladora, o artista deixou claro que tudo isso começou devido ao seu mais novo projeto musical, que não tem gênero. As informações são do Área Vip.

Dessa forma, sem papas na língua, Vitão desabafou sobre usar roupas sem gênero: “Essa concepção chegou para mim com toda a ideologia do meu processo do meu álbum novo, porque é um álbum que não tem gênero. Ele justamente traz isso, é um álbum que é muito fluido, ele tem uma fluidez que transita por muitos e muitos gêneros, estilos e ritmos”, contou ele.

No entanto, o ex de Luísa Sonza ainda disse. “Tudo na minha vida nasce a partir da minha música. Isso acabou se espelhando também a minha estética, nas minhas ideias”, declarou ele, em entrevista à Caras.

Sendo assim, o artista ainda comentou que Ney Matogrosso e Caetano Veloso já haviam feito isso no passado. “Ney Matogrosso já trazia esse tipo de ideologia na época dele. Caetano Veloso, enfim, tantos artistas já trouxeram dessa desconstrução, desses dogmas que a gente tem socialmente. E eu sempre achei isso sensível e muito grandioso, e sempre achei que traz uma Liberdade muito legal pra gente como ser humano”, desabafou

Além disso, o cantor ainda deixou que não deseja influenciar ninguém com seus estilos. “Não estou querendo influenciar ninguém, a única influência que estou querendo trazer é de dizer que a gente deveria ter mais liberdade de ser, de pensar, de existir da forma como a gente se sente bem. Sem ser tão tolido da nossa própria liberdade de existência…”, declarou.

Por fim, ele ainda desabafou: “É tanto conservadorismo, é tanta porrada que eu tomo de todos os lados simplesmente por causa de uma roupa, uma maquiagem, que às vezes vale mais a pena estar mais cru [sem produção] para eu conseguir acessar o coração das pessoas e depois que eu acessar o coração das pessoas, e aí falar sobre liberdade até de outras formas. É complexo”, explicou.

Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

PostMídia: (86) 9 9800-9535

Comentários