Copa do Mundo de 2022 -

Toguro afirma que foi proibido de entrar em estádio no Catar com pulseira LGBT

O influencer Toguro afirmou que foi impedido de entrar em um estádio no Catar para assistir a um dos jogos da Copa do Mundo de 2022. O motivo seria uma pulseira com as cores da bandeira LGBTQIAP+ que ele estava usando no momento de apresentar os ingressos para entrar no estádio. As informações são do Metrópoles.

Em um vídeo publicado no Twitter, um funcionário pede que Toguro retire a pulseira. Caso se negasse, o influencer não poderia assistir ao jogo de futebol no estádio.

“Os caras estão mandando o Toguro tirar a pulseira”, diz a pessoa que gravava o vídeo, afirmando ainda que a ação era “culpa da Fifa”.

Por fim, o influencer retirou a pulseira e entregou para o funcionário, que conferia os ingressos na entrada do estádio.

Vale lembrar que a homossexualidade é crime no Catar. A prática de atos homoafetivos pode levar a 8 anos de prisão ou, em alguns casos, à pena de morte.

Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

PostMídia: (86) 9 9800-9535

Comentários