É vogue!! -

Reynaldo Gianecchini rebate criticas após postar vídeo dançando e fotos como drag queen

Foto: Reprodução

Reynaldo Gianecchini publicou um vídeo dançando nas redes sociais e foi alvo de críticas de alguns seguidores. O ator, no entanto, explicou que estava em suas primeiras aulas para o musical Priscilla, a Rainha do Deserto e se defendeu.

"Aquelas eram minhas primeiras aulas, que eu estava pegando um monte de referência de um monte de coisa", declarou em entrevista ao podcast Poddelas.

O ator também falou sobre a polêmica do Vogue. "Eu não estava fazendo 'arte vogue', que o pessoal do ballroom faz maravilhosamente bem. Era um apanhado de várias referências, do jazz, do clássico", relatou.

Por fim, explicou por que compartilhou o vídeo. "Eu gosto de mostrar porque é tão louco o processo, e as pessoas não imaginam o que você ralou para estar lá. As pessoas amam criticar, mas nunca sabem o quanto foi de suor e lágrima o seu processo", concluiu.

Reynaldo Gianecchini recebe ataques após postar fotos como drag queen

Reynaldo Gianecchini compartilhou fotos onde aparece maquiado para viver uma drag queen na peça Priscilla, a Rainha do Deserto – O Musical, que estreia no próximo dia 7 em São Paulo, e recebeu diversos ataques. As imagens, que celebravam o Dia Internacional da Luta Contra a LGBTfobia, atraíram comentários ofensivos.

"Meu Deus! Olha o que virou o Edu, de Laços de Família...", comentou uma pessoa com emoji de choro. Outra disse: "O inimigo veio mesmo para destruir a obra de Deus. Vigiem, vigiem".

"Que está acontecendo com os homens de uns tempos para cá? Sou gay, mas jamais me deixo levar por essas frescuras. Seja mais discreto e vai dar on off", comentou uma terceira.

Os comentários seguiram com falas como "Anos 1980, anos 1990 tinha isso não, o mundo está tão esquisito" e "Um homem tão lindo se presta a papel desse...".

No entanto, muitas pessoas demonstraram apoio. Uma afirmou que o ator "está muito maravilhoso nessa produção" e torce para que a peça seja apresentada na Bahia.

"Viva! Que sorriso verdadeiro e com felicidade genuína", celebrou outra. Houve também quem elogiou tanto a beleza quanto o talento de Reynaldo Gianecchini: "Talentoso nato!!!! Orgulho desse ator maravilhoso!!!!! Meu Gato arrasa em qualquer intérprete...".

Artistas criticam Gianecchini como protagonista de Priscilla

A escolha de Gianecchini para viver Tick/Mitzi em Priscilla, a Rainha do Deserto, uma das histórias mais importantes do universo drag, tem desagradado artistas do segmento, que criticam a pouca afinidade que o ator tem com o tema. Gianecchini declarou que vai se inspirar em Xuxa Meneghel para o papel.

"Vem crescendo esse interesse em contar as histórias de pessoas trans, drags, travestis. Mas, em vez de chamar essas pessoas para narrar suas histórias, chamam pessoas como Reynaldo Gianecchini, que pouco se comprometem, pouco se posicionam, que têm mais passabilidade nos meios onde o dinheiro circula", criticou a drag Sara, da dupla Sara e Nina, à Folha de S. Paulo.

O ator Fagner Saraiva, que faz a drag Papona, avalia que falta compromisso das grandes produções com o passado de exclusão de artistas drags.

"Precisamos repensar a prática midiática, precisamos falar das que vieram antes. A arte drag tem tomado uma grande repercussão depois de RuPaul, porém é necessário reverenciar as que abriram o caminho, que trouxeram esta arte como uma linguagem específica para nossa luta LGBTQIAPN+. As produções contemporâneas precisam ter um compromisso com isso, para que o apagamento histórico que está curso não se propague mais", alertou Fagner à Folha.

Fagner, contudo, elogia a convocação de alguns nomes reconhecidos na cena. "Verónica Valenttino é um nome forte neste debate sobre ocupação dos espaços por direito, uma travesti nordestina que desbrava São Paulo e coloca sua identidade nas obras, fugindo do padrão eurocêntrico. Assim como a escolha da atriz Wallie. Nestes pontos dá para perceber grandes acertos da produção", pondera.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco