'Três Maria da Penha' -

Luana Piovani ironiza Wanessa Camargo e relembra agressão de Dado

Wanessa Camargo já demonstrou que não se dá bem com Davi e, frequentemente, critica o motorista de aplicativo. No entanto, fora do BBB 24, Luana Piovani não deixa a situação passar despercebida e critica a cantora. Nesta ocasião, a atriz ironizou as queixas da filha de Zezé Di Camargo e ainda comentou sobre Dado Dolabella. As informações são do Metrópoles.

Foto: Reprodução/instagramLuana Piovani chama Zezé

Nos Stories do Instagram, a Piovani compartilhou um tweet que falava sobre Wanessa. “Um ‘psiu’ ativa gatilhos na Wanessa. Três ‘Maria da Penha’ não”, dizia o post. Na sequência, a atriz aproveitou para deixar a sua crítica:

“Marido atual com três Maria da Penha, em ex-famosa, a Luana Piovani, e fica surtando por birra do Davi. Não estou assistindo, só de ver os cortes passo raiva”, declarou.

Na sequência, a atriz também detonou Zezé, pai de Wanessa Camargo. “Vou dormir porque não tenho pai babaca famosão para cobrir minhas babaquices e nem sou musa gostosona, que fez vários nadas no TikTok e Instagram e hoje está milionária. Por isso, os xovens (sic) não querem trabalhar, e os donos de empresa grande, pequena, birosca no Brasil e no mundo já estão no desespero. Mas, como sou meio X e Millennial, eu não tenho essa programação na cabeça”, finalizou.

Dado Dolabella é acusado de agredir outras ex

Pra além da agressão a Luana Piovani e sua camareira, que levou Dado Dolabella a ser condenado a 2 anos e 9 meses de prisão em regime aberto, em 2010, a vida do atual namorado de Wanessa Camargo é marcada por agressões a mulheres com quem se relacionou e problemas com a Justiça.

O ator também foi processado por agredir Viviane Sarahyba, com quem foi casado entre 2009 e 2010. A decisão da Justiça foi favorável a Viviane, ordenando que Dado deixasse a casa onde morava o casal.

Em 2014, a Justiça ainda decretou pena de prestação de serviços e comparecimento a sessões de grupo reflexivo a Dolabella por ofensas a Viviane.

No ano de 2018, Dado Dolabella foi detido e preso por dois meses em São Paulo por deixar de pagar cerca de R$ 196 mil de pensão alimentícia a um de seus filhos. No ano anterior, em 2017, ele também foi preso por um dia pelo mesmo motivo. Na época, ele alegou que não tinha renda fixa para pagar o valor exigido pela ex-mulher.

Já em 2020, Dado começou a namorar sua prima Marina, que meses depois registrou um boletim de ocorrência afirmando que teria sido agredida pelo namorado com tapas, socos no rosto e puxões de cabelo. Desde então, Dado está proibido de entrar em contato com a prima ou se aproximar dela em um limite mínimo de 1 quilômetro. Caso descumpra o pedido, ele pode ser preso.

Em 2022, Dolabella procurou a Polícia Civil de São João D’Aliança, em Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros (GO), para registrar ocorrência após ser alvo de agressão. De acordo com o boletim, o cantor recebeu uma paulada nas costas quando estava em uma praça da cidade. Ele contou aos agentes que não conseguiu identificar quem havia batido nele.

No mesmo ano, ele foi abordado e detido pela Polícia Militar por porte ilegal de drogas. O artista circulava por uma das ruas da cidade turística, onde mora desde fevereiro, quando a PM local o abordou. Ele carregava 12 gramas de maconha.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco