'Dois autores e dois réus' -

Filho de Ana Hickmann vai processar a mãe e a Record, diz advogado

O representante legal de Alexandre Correa está iniciando um processo nesta segunda-feira (05/02) contra a Record e Ana Hickmann. A confirmação veio de Enio Martins Murad, que falou com o repórter Ricardo Feltrin no domingo (04/02). Um aspecto que surpreendeu os espectadores da transmissão ao vivo foi que o filho do ex-casal, Alezinho, também está representado no processo. Isso significa que o garoto está processando sua própria mãe e a emissora de TV. Com informações do Metrópoles.

“Por 52 minutos, usaram um canal de televisão para dizer que o Alexandre era ladrão, falsificador de documentos, canalha, covarde, agressor e mau pai. Vamos pedir na Justiça que o Alexandre tenha direito de resposta no mesmo tempo, no Domingo Espetacular, R$ 15 milhões de indenização. São dois autores e dois réus”, explicou.

Ele ainda deu mais detalhes do processo: “O Alexandre exerce o pátrio poder. O Alexandre e o Alezinho foram vítimas de alienação parental, e o Alexandre de injúria e difamação em canal aberto. Então, o Alezinho e o Alexandre estão processando a Record e a Ana Hickmann por danos morais e materiais”.

Foto: Reprodução/instagramAna Hickmann
Ana Hickmann

Em outro momento, o representante do empresário afirmou que a entrevista da apresentadora fez com que seu cliente fosse condenado antes de ser citado pela polícia: “Nunca vi na minha vida um caso onde ele foi condenado antes de ser indiciado. Com o programa da Record [Domingo Espetacular], a sociedade já condenou ele, não deu o direito de defesa”.

Murad, que já atuou em causas quando Alexandre e Ana Hickmann eram casados, lamentou estar no meio dessa guerra: “Lamento que hoje estejamos em lados opostos. Não entramos nessa briga por vontade própria, nós estamos apenas nos defendendo das acusações. Lamento, profundamente, estar tendo um embate jurídico com Ana Hickmann porque eu já defendi ela e o Alexandre na carreira brilhante que o casal teve. É lamentável”.

O advogado afirmou, ainda, que o empresário vem sendo prejudicado e não tem dinheiro para pagar sua defesa: “Alexandre teve seu direito de cidadão violado. E se seu não atendesse ele, porque estou fazendo essa advocacia gratuita, Alexandre não teria condições de pagar seu advogado. Então, ele estaria sozinho, abandonado. Ele ficou desamparado, tanto financeiramente quanto do apoio jurídico dos advogados da empresa”, garantiu.

Ele contou, ainda, que conheceu o cliente e a apresentadora antes da gravidez de Alezinho e que os dois já viviam momentos difíceis no relacionamento: “Conheço a família há muito tempo, inclusive na intimidade. Lembro quando resolveram ter o Alezinho. Eu acreditava que o Alezinho ia apaziguar o casal, porque o casal, antes do Alezinho, já vivia alguma turbulência em razão de que a Ana Hickmann sempre trabalhou muito e deixava a família em segundo plano. E o Alezinho surge no contexto de o casal ter uma vida melhor, não só ficar voltado pro trabalho”, detalhou.

Em outro momento da conversa, Murad relatou que tudo indica que as acusações de Ana Hickamnn contra Alexandre foram planejadas: “Tudo é assustador do começo ao fim. Nós acreditamos que a Ana Hickmann premeditou esse dia, planejou, e teve auxílio de pessoas profissionais. Por quê? Porque uma pessoa quando é agredida, não tem condição de tratar coisas técnicas, de pensar em dinheiro, em empresa”.

E revelou estar pedindo a anulação do segundo laudo, feito pelo IML de São Paulo: “Quando uma pessoa sofre uma lesão, tem que fotografar. Em Itu, no dia 11, não foi tirada uma imagem da suposta lesão. Na véspera dela pedir a medida protetiva, é feito um segundo laudo, e entramos com a medida pra anular esse laudo, e o médico do IML, sem fazer o exame na Ana Hickmann, fez um laudo à distância, ela não foi no IML. E foi feito dia 22, distante do dia dos fatos”.

Ele ainda seguiu com os esclarecimentos: “Entramos com o pedido pra anular o laudo por vários motivos: o laudo inventou uma lesão que não estava descrita no primeiro laudo; foi feito sem exame clínico da suposta vítima, ela sequer compareceu ao IML; quando acontece uma lesão tem que ser fotografada e anexada ao laudo, não foi fotografada nenhuma lesão. É uma fraude, no outro dia [da suposta agressão], ela estava numa festa, carregando o sobrinho no colo”.

Ao ser questionado do motivo de Alexandre Correa não ter saído de casa após Ana Hickmann colocá-lo para fora do quarto, o advogado comentou: “Ele não saiu de casa por dois motivos: tinha esperança de recompor a relação com a Ana Hickmann e não gostaria de ter abandonado o filho. O Alezinho é a principal vítima dessa história. Tivemos que entrar com uma ação de alienação parental“, disparou.

Murad ainda falou do fato de Alexandre estar morando em um apartamento emprestado, em construção, enquanto a ex-mulher vive num casarão: “Alexandre é dono de tudo. Enquanto ele mora de favor, Ana Hickmann mora numa mansão que tem o custo de R$ 200 mil por mês”.

Assista a entrevista completa

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco