14 anos de Globo · 17/10/2019 - 14h44

Ex-produtor do Domingão do Faustão processa a Globo por horas extras e danos morais


Compartilhar Tweet 1



 O ex-produtor do Domingão do Faustão, Renato Oliveira Cardoso, conhecido como Renatinho, está processando a Globo por danos morais. No processo que corre no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região há cerca de quatro anos, Cardoso alega, entre outras coisas, que as inúmeras brincadeiras a que era exposto levaram ao fim de seu casamento.

Ele destaca que Faustão, 69, costumava brincar diante das câmeras chamando-o de "mulherengo", "galinha" e dizendo que "se o marido da telespectadora não dava mais no couro, era só chamar o Renatinho". Segundo o ex-assistente de palco, esse tipo de comentário resultou em diversas brigas com sua ex-esposa.

Um trecho do processo diz  que "'Faustão' declarou ao vivo que o Reclamante [Cardoso] foi noivo por oito vezes, o que foi o estopim para o final do casamento do Demandante, sendo certo que a ex-esposa do Reclamante sequer ouviu suas explicações de que tais fatos jamais ocorreram" .

Segundo o processo, Cardoso teria tentado argumentar com Faustão sobre a situação, mas não foi atendido. "Ao tentar argumentar com o Sr. Fausto Silva sobre o ocorrido, solicitando ao mesmo que não veiculasse sua imagem com tais afirmações, o 'Faustão' informou ao Autor que tal situação não podia mudar, e caso o Reclamante não quisesse mais ser intitulado daquela forma que se afastasse do programa Domingão do Faustão, bem como da Reclamada".

Renatinho trabalhou na Globo por 14 anos, entre 1998 e 2002. É importante destacar que, embora citado, Faustão não consta como réu nas ações trabalhista. A justiça não foi favorável ao ex-funcionário no processo por danos morais, mas deu razão a ele na questão das horas extras e acúmulo de funções. Procurada, a Rede Globo, via assessoria diz não comentar casos sob judice. 


Comentários