No interior do Maranhão · 09/09/2013 - 14h20

Homem é condenado a 66 anos de prisão por duplo homicídio

Homem é condenado a 66 anos de prisão por duplo homicídio


Compartilhar Tweet 1



Em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de Estreito, realizada no último dia 29, o Ministério Público garantiu a condenação de Pedro Antonio Pompeu da Silva a 66 anos de prisão pelos homicídios de duas crianças, uma de quatro e outra de apenas um ano. Atuou no júri o promotor de justiça Luis Samarone Batalha Carvalho.

O condenado também tentou matar a mãe das crianças, que foi sua companheira, mas não obteve sucesso. Pedro Antonio Pompeu da Silva está foragido.

O crime ocorreu na noite de 15 de novembro de 2003, quando Pedro da Silva invadiu a casa da mãe das crianças, golpeando-as com um facão. O condenado não conseguiu assassinar a ex-companheira por causa da intervenção de vizinhos.