Compartilhar Tweet 1



  Foto: CBF Oficial

Convocada na última sexta-feira (8), a Seleção Brasileira Sub-17 se apresentou nesta terça-feira para iniciar os treinamentos na Granja Comary. A equipe se prepara para o Mundial da Índia, que será disputado entre os dis 6 e 28 de outubro. Antes de seguir para Teresópolis, a delegação almoçou na sede da CBF e foi recebida pelo técnico Tite e o presidente Marco Polo Del Nero, além da diretoria da entidade.

Serão 10 dias de avaliações físicas, médicas e de treinamentos no CT Seleção Brasileira, em Teresópolis. No dia 21, a delegação será liberada para passar o fim de semana em casa. Na segunda-feira (25), o time embarca para Mumbai, na Índia, onde fará um período de adaptação ao fuso horário e clima do país.

Durante o período na Granja Comary, o técnico Carlos Amadeu terá ainda dois jogos-treino para avaliar a equipe. As partidas serão disputadas no dias 18 e 21 de setembro, às 16 horas e às 9 horas, respectivamente.

Paulinho e Vinícius Junior, que já atuam por suas equipes profissionais,se apresentarão em datas distintas. A comissão técnica da Seleção Brasileire Sub-17 entende ser importante para a formação dos atletas essa experiência.

O Brasil está no Grupo D da Copa do Mundo Sub-17, juntamente com Espanha, Níger e Coreia do Norte. A estreia da Seleção será contra os espanhóis, no dia 7 de outubro, em Cochim.

 


Fonte: Assessoria CBF
Físico e bola parada · 12/09/2017 - 09h15

Seleção Feminina faz primeiro treino em Sydney


Compartilhar Tweet 1



A Seleção Brasileira Feminina fez seu primeiro treino em Sydney, na Austrália, nesta terça-feira (12), à tarde. O trabalho no Popondetta Park foi dividido em duas partes: treinamento físico e de bola parada.

As jogadoras que chegaram no domingo (10) e na segunda (11) fizeram um trabalho físico de movimentação e campo reduzido, comandado pela técnica Emily Lima e seu auxiliar, Guilherme Giudice. O treino foi leve para ajudar na recuperação da longa viagem até a Austrália. Depois, houve bola parada – tanto nas cobranças de faltas quanto nas penalidades.

Bruna, Andressinha, Debinha e Letícia Santos, que chegaram nesta terça-feira (12) na hora do almoço, fizeram um trabalho separado: corrida leve em volta do campo.

As goleiras Letícia Izidoro e Daniele treinaram separadas com o preparador Izaque Rodrigues e depois trabalharam nas cobranças de bola parada.

Os jogos entre Brasil e Austrália estão marcados para 16 e 19 de setembro Pepper Stadium, às 2h de Brasília, e McDonald-Jones Stadium, às 6h30 de Brasília, respectivamente. 

 


Fonte: Assessoria CBF

Compartilhar Tweet 1



  Foto: Fernanda Coimbra/CBF

A programação do primeiro dia da Seleção Brasileira Feminina em Sydney, na Austrália, foi um pouco diferente das outras viagens para amistosos. O dia foi de adaptação ao fuso horário que é de 13 hora à frente. Para isso, a comissão técnica traçou a estratégia de tirar as atletas da cama e levá-las para passear.

Pela manhã, os integrantes da comissão técnica e as jogadoras que chegaram no domingo (10) à noite – Djenifer, Letícia Izidoro, Dani, vindas do Brasil, e Gabi Zanotti, da China, – fizeram uma caminhada pelo entorno do hotel.

À tarde, com Cristiane e Rafaelle chegadas também da China e Bia, da Coreia do Sul, o grupo foi ao centro de Sydney para conhecer monumentos históricos: o Opera House e a Harbour Bridge. 

– O nosso objetivo com a caminhada e o passeio foi de manter as atletas acordadas durante o dia, para que elas possam se adaptar o mais rápido ao fuso e terem uma boa noite de sono. Temos pouco tempo até os jogos e dormir bem é muito importante para que elas estejam prontas para as partidas – explicou o preparador físico Jairo Porto.

Os jogos entre Brasil e Austrália são dias 16 e 19 de setembro Pepper Stadium e McDonald-Jones Stadium, respectivamente. 

Nesta terça-feira (12), às 15h (2h de Brasília), a Seleção fará seu primeiro em Sydney, no Popondetta Park. 

 


Fonte: Assessoria CBF
30 anos de história · 09/09/2017 - 09h49

Histórias do Rally do Cerapió são contadas em um livro


Compartilhar Tweet 1



  Foto: AsCom

Curiosidades, fotos de momentos marcantes, principais ganhadores, aventuras e paisagens deslumbrantes que marcaram os roteiros do Rally Piocerá / Cerapió estarão reunidos no livro comemorativo de três décadas do maior enduro de regularidade da América Latina. O lançamento acontece na próxima segunda-feira (11/09), em Teresina.

Na oportunidade, também será lançado o Rally Cerapió 2018, prova que dar início oficialmente ao calendário esportivo do off-road brasileiro, assim como o novo site, onde será possível os competidores acompanharem toda a dinâmica da competição.

"São anos de história por trilhas. E tudo está registrado no livro", fala Ehrlich Cordão, diretor do evento. A publicação de 256 páginas foi produzida pela Vipcomm e impressa na Gráfica Halley, com apoio cultural do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, com apoio do Grupo Claudino e Grupo Newland. O projeto foi desenvolvido pela Fundação Cajuína e Radical Produções.

O lançamento acontece a partir das 19h30, no Chopp Time, localizado no bairro Horto Florestal, Zona Leste de Teresina. 

Tudo pronto para o Cerapió

Em 2018, a largada da prova será na cidade de Trairi, município cearense que envolve as encantadoras praias de Guajirú, Flecheiras e Mundaú, além das vilas de pescadoras – consideradas paraísos turísticos, não só pelas belezas naturais mas também pela estrutura hoteleira, bares, restaurantes e praias inesquecíveis.

A 31 ª edição do Rally Cerapió, acontece entre os dias 23 e 27 de janeiro, seguirá em direção a Sobral, passando pela serra da Meruoca, da Ibiapaba, por Viçosa do Ceará e seguirá rumo ao litoral do Piauí até a cidade de Parnaíba, situada na entrada para o único Delta em mar aberto das Américas. Depois continuará atravessando nossas caatingas, fazendas, serras, rios e riachos, numa aventura das mais conceituadas provas off-road do mundo. O pernoite será na cidade de Piripiri, e Teresina será o ponto de chegada e encerramento da edição de 2018.

“Depois das festividades em torno do sucesso dos nossos trintas anos, na edição passada, iniciamos agora um novo projeto para os fieis amantes da competição esportiva, mas também pretendemos atrair novos adeptos para esta aventura pelo sertão nordestino, pra que também comprovem que o Cerapió/ Piocerá é muito além de um rally”, assegura Ehrlich Cordão, diretor da Radical Produções e Eventos.

O Cerapió/Piocerá é a única competição no mundo que reúne em uma mesma competição várias modalidades distintas: motos, carros 4x4, quadriciclos e bikes, nas modalidades de regularidade e velocidade. As inscrições já estão abertas no site www.cerapio.com.br.

 


Fonte: AsCom

Compartilhar Tweet 1



O ponta pé inicial para a X edição dos Jogos Regionais do Nordeste do Pessoal da Caixa Econômica foi dado no último dia 7 de setembro, em Aracaju.  As Apcefs estiveram reunidas para a Cerimônia de abertura, que marcou oficialmente o início das competições. A Delegação do Piauí não deixou por menos e no primeiro dia de competição já garantiu o ouro no dominó.

 

Encabeçada pelos competidores Julimar Gomes Caminha  e José Coelho Barros, a dupla estreou jogando com a dupla do Rio Grande do Norte, que tiveram um placar de 12 a 3. Em seguida, a dupla piauiense jogou com a Bahia, que foram derrotados por 3 a 12. Ainda na mesma tarde, eles enfrentaram a dupla de Sergipe e ganharam de 12 a 1.

 

Tendo a Bahia como um dos principais rivais, foi com eles que os piauienses forem para final. Em uma disputa acirrada, os nossos representantes puderam dizer que a vitória teve um gostinho especial. Uma vez que, por duas competições consecutivas os baianos haviam tirado do Piauí a chance do ouro.

 

“Nossa vitória tem um gosto diferente. Estávamos devendo essa medalha para o nosso Piauí. Viemos e fizemos por onde merecer, agora é só comemorar”, afirmou José Coelho Barros.

 

Os jogos continuam até o dia 9 de setembro e até lá, o Piauí estará representado por 15 modalidades, dentre elas: atletismo, natação, vollêy de areia feminino e masculino, sinuca, tênis de quadra, futebol máster, futsal, dentre outras.

 

Para a Presidente da APCEF/PI, Glória Araújo, os jogos regionais integram as equipes e faz com que os atletas almejem levar a arte desportiva mais além. “Damos a eles todo o suporte para participarem das competições e isso pra gente é muito bom. São em competições como essas que descobrimos grandes talentos”, frisa.

 

 


Fonte: Com informações da assessoria