Ficará fora de dois jogos -

Zagueiro turco é suspenso da Eurocopa por fazer símbolo extremista

O zagueiro Merih Demiral, da seleção turca, foi suspenso por dois jogos após realizar um gesto polêmico durante a comemoração de um gol contra a Áustria, nas oitavas de final da Eurocopa, ocorrida na última terça-feira (02/07). A Uefa emitiu um comunicado explicando que a suspensão ocorreu devido à falta de respeito aos princípios gerais de conduta, à violação de regras fundamentais de boa conduta, ao uso de um evento esportivo para uma manifestação não esportiva e por ter trazido descrédito ao futebol.

Foto: ReproduçãO/X

Com a punição, Demiral está fora das quartas de final da Eurocopa contra a Holanda, que acontecerá neste sábado (06/07), às 16h. O zagueiro só poderá retornar ao torneio em caso de uma eventual final.

A controvérsia aumentou quando Demiral publicou nas redes sociais uma foto com a legenda "quão feliz é aquele que se diz turco!", acompanhado de um símbolo associado aos "Lobos Cinzentos", um grupo de extrema direita conhecido por atos violentos na década de 1980 e banido em países como França e Áustria.

Nancy Faeser, ministra do Interior da Alemanha, também se manifestou sobre o caso em seu perfil no X, anteriormente conhecido como Twitter. Ela condenou o gesto, afirmando que "o símbolo dos extremistas de direita turcos não tem lugar nos nossos estádios. Usar a Euro como plataforma para o racismo é completamente inaceitável. Estamos à espera que a Uefa investigue o caso e considere sanções."

Fonte: Metrópoles

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco