Italiano · 05/08/2022 - 15h59

“Um massacre”, diz presidente do Talleres após confronto com torcidas


Compartilhar Tweet 1



Durante o intervalo do jogo entre Vélez Sarsfield e Talleres, válido pela ida das quartas de final da Libertadores, cenas de pura selvageria chamaram a atenção da imprensa e do público. As informações são do Metrópoles

O Vélez vencia o Talleres por 1 x 0 quando começou a confusão na Plateia Sul Alta. O local estava “lotado” com cerca de 350 convidados de jogadores e dirigentes do Talleres, que foram cercados e linchados por “barra bravas” do Vélez. A violência já é tratada como um dos maiores episódios de violência do futebol argentino, desde o ataque dos torcedores do River Plate ao ônibus dos jogadores do Boca Juniors na final da Libertadores de 2018.

O filho do diretor Ramón Ángel Frías, um dos dirigentes do Talleres, corre o sério risco de perder um olho após ter sido brutalmente espancado. Em entrevista para a rádio La Red, de Buenos Aires, o presidente do Talleres, Fassi, conta que há sete internados na clínica Santa Lucia, em Buenos Aires. Dois estão em estado grave.

Mesmo com a confusão, o Talleres conseguiu marcar dois gols, buscou o empate, mas acabou perdendo o jogo no último minuto, quando Vélez ampliou o placar para 3 x 2.

Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.
''PostMidia'' (86) 9 8188-2907


Fonte: Metrópoles

Comentários