Se conhecem de longa data -

Sem Paquetá, Bruno Guimarães é maestro de Diniz na Seleção

Pilar do último ciclo da Seleção Brasileira, antes da Copa do Catar, Lucas Paquetá se consolidou como um dos principais jogadores da equipe nacional sob o comando de Tite. No entanto, um possível envolvimento com esquema de apostas tirou o jogador da lista de Fernando Diniz, novo treinador do Brasil. Seu afastamento, porém, deram a chance para que Bruno Guimarães assumisse um protagonismo neste início de trabalho. As informações são do Metrópoles.

Foto: Vitor Silva/CBF

E a tendência é que isso seja ainda mais destacado. Bruno e Diniz se conhecem de longa data. Aos 16 anos, o meia se tornou profissional no time do Audax comandado pelo atual treinador da Seleção, em 2016.

Depois, se reencontraram no Athletico-PR, onde Bruno ganhou destaque e acabou deixando o Brasil para brilhar na Europa.

Na partida de estreia de Diniz no comando do Brasil, o jogador foi destaque na goleada por 4 x 1 contra a Bolívia. Com uma assistência e sem nenhum erro de passe, o meia do Newcastle United ajudou na criação ofensiva da equipe, e auxiliou no sistema defensivo jogando próximo de Casemiro.

Apesar de tido destaque sob o comando de Tite, Bruno não teve tantos minutos em campo para mostrar seu jogo. Agora com Diniz, a tendência é de que o camisa 8 se torne uma das principais peças da equipe até a possível chegada de Carlo Ancelotti.

O meia deve ser titular mais uma vez diante do Peru, nesta terça-feira (12/9), pela 2ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. As duas equipes entram em campo às 23h, no estádio Nacional de Lima.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco