Já ultrapassou a meta estabelecida -

Palmeiras pode bater recorde e faturar R$ 500 milhões com vendas de jogadores em 2024

O Palmeiras tem se destacado como uma das principais referências na formação de jogadores de futebol no Brasil. A base do clube, conhecida por revelar talentos excepcionais, não só tem contribuído para o sucesso esportivo do time, mas também gerado receitas impressionantes. Exemplos recentes incluem Gabriel Jesus e Gabriel Veron, que saíram da base alviverde para se tornarem figuras de destaque no futebol internacional.

Foto: Reprodução/Instagram @Endrick

O mais recente caso de sucesso é Endrick, jovem promessa vendida ao Real Madrid por cerca de R$ 260 milhões. Endrick também alcançou um feito histórico ao igualar Pelé em uma recente partida pela Seleção Brasileira, aumentando ainda mais a sua projeção no cenário futebolístico.

Com a venda de jogadores como Endrick, Artur, Kevin, Merentiel, Angulo, Matheus Fernandes e Breno, o Palmeiras já garantiu R$ 340 milhões em receitas. E os números não param por aí. Há negociações em andamento que podem elevar esse montante significativamente. Luis Guilherme está a caminho do West Ham em um negócio que pode render até R$ 172 milhões, incluindo bônus. Já o zagueiro Luan pode ser vendido ao futebol mexicano por R$ 18 milhões, dos quais o Palmeiras receberá cerca de R$ 8 milhões.

Outro destaque é a possível venda do jovem Estêvão para o Chelsea por aproximadamente R$ 350 milhões. No entanto, essa transferência só será contabilizada no balanço de 2025, já que o clube detém 70% dos direitos do jogador, enquanto os outros 30% pertencem ao próprio atleta e sua família.

Se as transferências de Luis Guilherme e Luan se concretizarem, o Palmeiras alcançará a marca histórica de R$ 500 milhões arrecadados com a venda de jogadores em 2024. Esse valor não só representará um recorde para o clube, mas também será a maior arrecadação anual já registrada por um time no futebol brasileiro.

Nos últimos anos, o Palmeiras tem consistentemente elevado suas receitas com a venda de jogadores, como demonstram os números: R$ 187,020 milhões em 2023, R$ 173,865 milhões em 2022, R$ 139,148 milhões em 2021 e R$ 148,593 milhões em 2020. 

Fonte: Metrópoles

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco