No Allianz Parque · 24/11/2021 - 09h37

Palmeiras e Atlético-MG empatam pelo Brasileirão Assaí


Compartilhar Tweet 1



A 35ª rodada do Brasileirão Assaí começou a ser disputada nesta terça-feira (23), com o confronto entre Palmeiras e Atlético-MG, no Allianz Parque. Em um jogo equilibrado e com dois gols em cada tempo, as equipes empataram em 2 a 2 e somaram um ponto cada para a tabela da competição.

Com o resultado, o Galo segue na liderança da Série A, agora com 75 pontos. O Verdão, com 59, é o terceiro colocado.

    Créditos: Marcello Zambrana/AGIF

O jogo

A partida começou movimentada no Allianz Parque, com o Palmeiras criando a primeira boa chance de gol. Aos dois minutos, Deyverson roubou a bola no campo de ataque, avançou e passou para Wesley, que dominou e bateu forte para boa defesa de Everson. Depois, aos 11, Gabriel Menino cruzou com perigo na área, e Kuscevic subiu bem para desviar para o gol, exigindo nova boa intervenção do goleiro visitante. A pressão alviverde seguiu e, na marca dos 27, o placar foi inaugurado. Gabriel Veron se livrou da marcação e inverteu a jogada para Wesley, que dominou e finalizou rasteiro para fazer 1 a 0. O Galo não se abateu e partiu em busca do empate, alcançando o objetivo logo depois, aos 35. Guilherme Arana recebeu pela esquerda, tabelou com Jair e mandou para o gol. Jailson defendeu, mas Zaracho pegou o rebote para deixar tudo igual: 1 a 1.

Na volta do intervalo, o Verdão teve chance de ficar na frente aos dez minutos, quando Patrick de Paula cobrou pênalti e viu Everson acertar o canto para fazer a defesa. No instante seguinte, o time da casa não deixou a oportunidade passar. Na cobrança de escanteio após o pênalti defendido, Deyverson cabeceou para o fundo das redes. O Atlético não demorou para voltar a empatar. Aos 15, Mariano recebeu pela direita e cruzou na área. A marcação chegou a afastar o perigo, e Hulk pegou a sobra para mandar uma bomba sem chances para Jailson: 2 a 2. Depois, o equilíbrio prevaleceu entre as equipes, com poucas chances claras de bola na rede, que não voltou a balançar até o apito final.

 


Fonte: CBF

Comentários