Perde apenas um titular · 15/02/2020 - 11h55

O que mudou no Flamengo do Brasileiro até a Supercopa do Brasil?


Compartilhar Tweet 1



Campeão da Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi à janela de contratações com uma grande preocupação: manter seu elenco. Mas fez ainda mais do que isso. O Rubro-negro perdeu apenas um titular de 2019 e ainda trouxe reforços de peso para repetir o sucesso da temporada passada. O primeiro desafio do ano será já neste domingo, contra o Athletico Paranaense, pela Supercopa do Brasil.

    Reprodução/CBF

Do time que se eternizou com as conquistas do Brasileirão e da Libertadores, o Flamengo só não conseguiu manter o zagueiro espanhol Pablo Marí, que se transferiu ao Arsenal, da Inglaterra. O resto do time segue no Rio de Janeiro, inclusive a poderosa dupla de ataque formada por Bruno Henrique e Gabigol, craque e artilheiro das duas competições, respectivamente. Outra preocupação da torcida do Flamengo era a manutenção do técnico português Jorge Jesus, que também foi garantida no início do ano.

A saída de Marí foi reposta com a contratação de dois zagueiros: Gustavo Henrique, ex-Santos, e Léo Pereira, ex-Athletico. Os dois disputam uma vaga ao lado de Rodrigo Caio entre os 11 iniciais. Além dos defensores, o Fla trouxe reforços para o meio-campo. O volante Thiago Maia chegou por empréstimo do Lille, da França.

Mas é no ataque que o Rubro-negro realmente ganhou força. Pelas pontas, chegaram Pedro Rocha, do Cruzeiro, e Michael, do Goiás, que foi eleito a Revelação do Campeonato Brasileiro em 2019. Para ajudar Gabriel Barbosa na missão de balançar a rede do adversário, chegou Pedro, que estava na Fiorentina, da Itália.

    Reprodução/cbf

Capitão do time nos títulos do Brasileirão e da Libertadores da América, o meia Everton Ribeiro destacou a rápida adaptação dos reforços ao elenco do Flamengo:

– O pessoal chegando está bem entrosado. São jogadores acima da média, que chegaram para fortalecer o nosso grupo. Sentiram o que é Flamengo. Internamente são pessoas de grupo. Tenho certeza que vão nos ajudar muito ao longo do ano.

Por conta de sua participação no Mundial de Clubes, o Flamengo iniciou o Campeonato Carioca com um time de jovens que não foram muito aproveitados no elenco profissional. Com a proximidade da Supercopa, o técnico Jorge Jesus já começou a botar seu time principal em campo e os reforços responderam rápido. Gustavo Henrique e Léo Pereira foram titulares nos últimos jogos e, no ataque, Michael e Pedro despontam como opções para o treinador. Pedro, inclusive, foi às redes duas vezes nos três jogos em que atuou, mesmo tendo entrado no segundo tempo em todos eles.

    Reprodução/CBF

 


Fonte: CBF

Comentários