Denúncia foi feita em 2022 -

Mulher que denunciou Antony por agressão retira queixa contra jogador

Uma das mulheres que havia acusado Antony, jogador do Manchester United e da Seleção Brasileira, de agressão, retirou as queixas feitas contra o atleta, de acordo com informações do jornal inglês The Telegraph. Com informações do Metrópoles.

A denúncia foi feita no início de 2022 por Rayssa de Freitas, uma estudante de direito. Ela alegou que o desentendimento ocorreu durante um episódio envolvendo Antony e Mallu Ohana, ex-mulher do jogador do Palmeiras, Dudu, com quem Antony estava tendo um relacionamento na época.

Segundo o boletim de ocorrência, o incidente aconteceu quando Rayssa decidiu não continuar a viagem no carro de Antony, após sair com ele e Mallu Ohana de uma casa noturna em São Paulo.

A confusão teria ocorrido dentro do veículo de Antony, com alegações de agressão física por parte do jogador e de Mallu Ohana contra Rayssa. A estudante de direito conseguiu escapar da situação ao pular do carro quando pararam em um sinal vermelho. Um motociclista que estava atrás do veículo de Antony testemunhou o incidente.

Rayssa registrou uma queixa na delegacia, onde foram constatadas lesões corporais. O motociclista que testemunhou o incidente serviu como testemunha no caso.

Além de Rayssa, Antony enfrenta acusações de agressão feitas por sua ex-namorada, Gabriela Cavallin, e por uma terceira mulher não identificada.

Como resultado das acusações, o Manchester United decidiu afastar Antony por tempo indeterminado, e ele foi desconvocado da Seleção Brasileira durante a última Data Fifa.

O clube inglês informou ao The Telegraph que só tomou conhecimento da denúncia de Rayssa após as notícias sobre o caso com Gabriela Cavallin serem divulgadas pela imprensa brasileira. O clube relatou que, ao buscar informações sobre o incidente, foi informado de que as queixas haviam sido retiradas pela própria vítima.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco