Seis pontos em oito jogos -

Diretor esportivo do Vasco reforça confiança em Barbieri em meio à crise

Paulo Bracks, diretor esportivo do Vasco, concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (30), em meio à crise e pressão após sequência ruim de resultados. A equipe está na zona de rebaixamento do Brasileiro, com apenas seis pontos em oito jogos, mas o dirigente reforçou a confiança no trabalho do técnico Maurício Barbieri.

Foto: Reprodução/TwitterDiretor esportivo do Vasco reforça confiança em Barbieri em meio à crise
Diretor esportivo do Vasco reforça confiança em Barbieri em meio à crise

Bracks, por outro lado, admitiu erros na montagem do elenco e afirmou que rotas vão ser corrigidas, mas, no momento, internamente.

"É um momento ruim de resultado, de posição na tabela, mas estamos todos aqui no CT prontos para superar esse momento e o trabalho vai ser incansável. Já está sendo e vai continuar para que a gente passe essa fase, que vai passar", afirmou o dirigente sobre o estágio atual da equipe.

"Temos total confiança no trabalho do treinador e comissão técnica, e no trabalho que está sendo feito este ano no Vasco, em cinco meses. Entendo que algumas rotas precisam ser corrigias e vão ser corrigidas, mas, neste momento, internamente. O momento é ruim em termos de resultados, não planejamos estar nesta posição da tabela. E vamos corrigir rotas, sim. Entende que erros aconteceram e vamos corrigi-los internamente."

Veja outras declarações do dirigente:

- Onde houve erro? 
"Momento muito fácil de apontar dedo. Até entendo a sua pergunta, mas não serei eu a apontar os dedos. Estou aqui para exteriorizar ao torcedor e concordo com algumas críticas. Estamos aqui todo dia, conhecemos a nossa realidade e o trabalho feito.

As críticas construtivas, a gente aproveita e estamos aproveitando. Tivemos jogos, dois principalmente, que deveríamos ter um resultado diferente. Esses jogos seriam cruciais nesta minha entrevista hoje, e entendemos que o momento, apesar de ruim, é bom para poder olhar internamente e colher. Esse dedo está sendo apontado para o clube como um todo, de todo um processo.

Temos cinco meses de um retorno à Série A, de um início de investimento que nunca foi feito na história do Vasco. Importante dizer que o investimento foi feito de acordo com o orçamento, que nos permitiu fazer oito comprar de atletas, que estão sendo bastante utilizados, com exceção de um. Esse valor que foi usado nos atendeu na montagem do elenco que hoje se encontra aqui".

- Montagem do elenco
"Sempre disse que queremos um elenco competitivo, e um ano sólido, elenco em construção para ser competitivo. Se esta faltando competitividade, a falha é da montagem do elenco, da parte técnica, e isso vai ser corrigido. Não estou aqui para me furtar de nenhuma responsabilidade da minha pasta.

Não me agrada o padrão do futebol brasileiro de troca de treinador em momento conturbado, sem que seja analisado o trabalho, o que pode ser feito internamente. A decisão de refazer algumas rotas passa pela comissão. São 20 anos de turbulência e em cinco meses não vamos ter um voo sem turbulência, e estamos passando pela nossa turbulência. Vamos buscar estabilidade, continuar crescendo em termos de processo, parte técnica, força da camisa, e trabalho para isso não vai faltar. Não tenho problema com cobrança, pode cobrar porque vamos entregar".

- Promessas anteriores

"Não vou entrar em falas que não são minhas. Quero que a gente entenda os processos. Estou aqui para defender o Vasco, o projeto, as falas que tive. Muita gente criou expectativas acima da realidade. É mais uma forma de machucar o torcedor, iludir e criar expectativas. Não necessariamente estou dizendo de falas nossas, mas pessoas externas também criaram expectativas altas de uma realidade que não é de uma hora para outra que conseguimos alcançar. Não vou citar nenhum clube do Brasil, gosto de falar do Vasco.

Mas existem clubes que o projeto demorou anos para alcançar as expectativas também criadas pelos torcedores. De camisas igualmente fortes. A nossa montagem do elenco do valor que foi investido, que não vou abrir, mas vocês já citaram, na primeira janela dessa nova Era do Vasco é o mesmo valor que alguns clubes pagam em um só jogador. E nós investimos em oito. Tenho muita segurança nesses oito, faria novamente a compra de todos eles. Acredito que são uma base de um elenco que está em formação."

Fonte: FOLHAPRESS

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco