Jogos internacionais · 02/08/2021 - 11h39

Brasileiros se despedem da disputa por equipes no tênis de mesa dos Jogos


Compartilhar Tweet 1



Após uma dura batalha contra a Sérvia nas oitavas de final, o Brasil encarou pela frente outro forte adversário na disputa por equipes: a Coreia do Sul, cabeça de chave numero 4 e com uma das duplas mais fortes do circuito mundial.

    Gaspar Nóbrega/COB

Gustavo Tsuboi e Victor Ishiy foram derrotados por 3 a 0 por Sangsu Lee e Youngsik Jeoung na primeira partida. Na segunda, Hugo Calderano teve dificuldade de encaixar seu jogo e também foi derrotado por 3 a 0.

“Coreia é uma equipe muito forte, a gente desde o início já sabia que seria difícil, ficamos o jogo todo sob pressão e foi difícil reagir. Eu não consegui colocar a mesma intensidade do individual, meu jogo é muito exigente, tentei, briguei até o fim mas não achei aquele extra que precisa pra ganhar dos melhores do mundo”, disse Hugo Calderano, que teve uma participação histórica em Tóquio.

A partida mais disputada foi entre Tsuboi e Youngsik Jeoung. Após empatar em 2 a 2, mesmo sentindo dores musculares, Tsuboi não conseguiu segurar o volume de jogo do sul-coreano e foi derrotado por 3 a 2, finalizando assim a participação do Brasil no tênis de mesa dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

“É difícil terminar a competição com essa derrota, viemos com o sonho e vontade de conquistar uma medalha mas acho que saímos de cabeça erguida porque foi um resultado histórico pra nós. Chegamos entre as 8 melhores equipes do mundo e é uma conquista muito forte. Temos que sair de cabeça erguida, cumprimos nosso papel e nossa missão. Demos nosso melhor para conquistar o melhor resultado possível”, disse Gustavo Tsuboi, que também fez uma campanha histórica no Japão.

 

Resultados:

 Brasil 3 X 0 Coréia do Sul

Vitor Ishiy e Gustavo Tsuboi 0 X 3 Sangsu Lee e Youngsik

Hugo Calderano 0 X 3 Woojin Jang 

Gustavo TSUBOI 2 X 3 Youngsik Jeoung


Fonte: COB

Comentários