Absolvido em julho de 2023 -

Benjamin Mendy processa Manchester City por salários não pagos após absolvição de acusações

O jogador francês Benjamin Mendy, que recentemente foi inocentado de acusações de estupro e agressão sexual, está tomando medidas legais contra o Manchester City. Mendy alega não ter recebido salários desde setembro de 2021, período em que foi acusado dos referidos crimes, dos quais foi posteriormente absolvido em julho de 2023.

Após ter sido detido em 2021 e solto sob fiança em janeiro de 2022, o jogador enfrentou um novo julgamento no início de 2023, resultando em sua absolvição de crimes sexuais contra várias mulheres. No entanto, duas acusações não foram concluídas, levando a um segundo julgamento. Em julho deste ano, Mendy foi considerado inocente em uma corte na Inglaterra.

Agora, o atleta busca receber os salários devidos até o final de seu contrato com o Manchester City, que se encerrou em junho de 2023. O advogado de Mendy, Nick De Marco KC, confirmou ter apresentado uma ação multimilionária em nome do jogador.

"O Manchester City FC não pagou nenhum salário ao sr. Mendy a partir de setembro de 2021, após ele ter sido acusado de vários crimes, dos quais foi posteriormente absolvido, até o final do seu contrato em junho de 2023", afirmou De Marco em comunicado. Até o momento, o clube inglês não se pronunciou sobre a ação judicial.

Mendy, que se tornou o defensor mais caro da história do Campeonato Inglês em 2017, quando o Manchester City desembolsou 52 milhões de libras para tirá-lo do Monaco, conquistou três títulos com a equipe inglesa e integrou a seleção campeã da Copa do Mundo de 2018. Atualmente, o jogador defende o Lorient na França, após ter deixado o time comandado por Guardiola em agosto de 2021.

Foto: Reprodução/Instagram

Fonte: Metrópoles

Comentários

Trabalhe Conosco