Esporte

Faz duras críticas · 04/04/2016 - 02h39

Promotor defende fim das torcidas organizadas: 'organizações criminosas'

Paulo Castilho, promotor do Ministério Público, faz duras críticas às organizadas


Compartilhar Tweet 1



O promotor do Ministério Público de São Paulo Paulo Castilho reagiu com rigor aos mais recentes casos de violência envolvendo torcidas organizadas na capital.

"[São] na verdade organizações criminosas pra levar o terror, a violência, intimidar as agremiações e jogadores. Penso que uma entidade assim tem que ser fechada. Esses jovens não estão se organizando por uma causa boa", disse o promotor durante o programa Troca de Passes, do Sportv.

Na manhã deste domingo, antes do clássico entre Palmeiras e Corinthians, torcedores dos dois clubes entraram em confronto em no mínimo três pontos da capital. Uma pessoa foi morta. A vítima aparentemente não fazia parte de nenhuma torcida.

Depois do clássico, 27 torcedores do Corinthians, alguns vestindo camisas da Gaviões da Fiel, foram presos, acusados pela Polícia Militar de participarem de uma agressão a três palmeirenses. Uma das vítimas, de acordo com a PM, teve que receber atendimento no hospital.

"Hoje eu não consigo vislumbrar outra saída que não a extinção das torcidas organizadas", disse Castilho.

Ao longo da semana que precedeu o clássico, torcedores organizados do Palmeiras entraram em um treinamento da equipe para pressionar os jogadores e protestar contra o mau desempenho recente da equipe.


Fonte: Com informações do UOL