Esporte

Decisão favorável à Globo · 07/07/2020 - 10h22

Fluminense analisa questões jurídicas para transmitir final com Flamengo

Membros da cúpula do clube se reuniram para discutir o tema e definir quais ações tomar após a decisão judicial favorável à Globo


Compartilhar Tweet 1



ALEXANDRE ARAÚJO E LEO BURLÁ
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS)

Mandante no clássico com o Flamengo válido pela final da Taça Rio, o Fluminense ainda analisa as possibilidades para transmitir a partida. Membros da cúpula do clube se reuniram para discutir o tema e definir quais ações tomar após a decisão judicial favorável à Globo, que não terá a obrigatoriedade de exibir o jogo.

    Mailson Santana/FFC | Twitter @FluminenseFC

Segundo a reportagem apurou, diante das questões jurídicas envolvidas na situação, a diretoria adota muita cautela para não correr riscos, uma vez que o Fluminense era um dos clubes com contrato com a Globo. Por este motivo, o clube aguarda um aval da emissora para avançar nos planos traçados, como publicado pela coluna De Primeira, do Uol Esporte.

Além disso, um dos pontos levados em conta é a infraestrutura necessária para uma transmissão desse porte. Caso assumisse a responsabilidade, a ideia inicial do clube seria não correr riscos em "aventuras" -tendo como exemplo, também, os problemas recentes que o Flamengo atravessou ao promover a transmissão do jogo com o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio, por um aplicativo e cobrando o pagamento de R$ 10. Por fim, o clube da Gávea teve de abrir o sinal em seu canal oficial.

Em relação à FluTV, que se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter logo após o anúncio de que a Globo não transmitiria a final, a diretoria entende que ainda há algumas questões de estrutura a serem avaliadas.

O Uol Esporte mostrou, na segunda (6), que a RedeTV! se mobilizou para entrar em contato com o Fluminense e entender a situação. A ideia é fazer uma proposta para transmitir para todo o Brasil, não somente para o Rio de Janeiro.

O sorteio que decretou o Fluminense como mandante da final aconteceu pela manhã. Apesar de analisar diversos cenários, o clube não avançava por conta de uma liminar conseguida pela Ferj (Federação de Futebol do Rio) que obrigava a Globo a transmitir a semifinal e final da Taça Rio, além de eventuais finais do Estadual.

Durante o dia, integrantes da diretoria chegaram a mostrar um certo temor de a Globo conseguir a ação favorável apenas momentos antes do jogo, o que impediria o clube de analisar a situação com calma e definir quais atitudes tomar.

Mas, já no fim da tarde de segunda, a juíza Eunice Bitencourt Haddad, da 24ª Vara Cível do Rio de Janeiro, determinou que a liminar não se aplica a jogos do Flamengo.


Comentários