Entretenimento

Falou do assunto no Instagram · 04/09/2019 - 14h54

Whindersson Nunes faz desabafo sobre depressão: ‘Você fica uma pessoa mais retraída’

No mês de julho, o humorista deu entrevista ao Fantástico falando sobre o tempo que ficou afastado do trabalho para se tratar da depressão


Compartilhar Tweet 1



Aproveitando o "Setembro Amarelo", mês de prevenção ao suicídio, o humorista Whindersson Nunes fez vários vídeos no Instagram explicando o que passou quando estava com depressão.

O humorista tem hoje 33,4 milhões de seguidores no Instagram e disse que "problemas psicológicos sempre são assuntos difíceis".

No mês de julho, o humorista deu entrevista ao Fantástico falando sobre o tempo que ficou afastado do trabalho para se tratar da depressão e da melhora no quadro.

Whindersson explica que o assunto 'depressão' é pessoal e tem haver com a forma que você aprendeu a lidar com as emoções e a história familiar.

    Imagem: Reprodução/Instagram

"Às vezes, a pessoa vem e fala: Ah, porque o pai dele batia nele e ele tem trauma’. Daí, outra pessoa vem e fala: ‘Mas meu pai me também me batia e não tenho trauma. Mas é porque você não é filho do pai dele, ué. E, às vezes, essa pessoa tem outro problema que a outra pessoa não tem. São coisas pessoais", afirmou.

Ele disse ainda que o fato das pessoas não saberem lidar com quem está com depressão, o paciente acaba ficando ainda mais isolado. "E você fica uma pessoa mais retraída, sabe? ‘Ah, não vou não, não quero ir não’. Eu não sou festeiro e ontem eu saí. Foi tão legal, tão bacana! Às vezes, os momentos podem ser surpreendentes".

O humorista finaliza dando um conselho para que todos enxerguem os problemas de longe. "Todo mundo tem problema. Talvez quanto mais rápido descobrir que todo mundo tem seus problemas, a gente consiga perceber o quanto a vida pode ser surpreendente. A gente está numa oportunidade única na vida de tentar, conquistar, perder...faz parte", disse.

CVV OFERECE AJUDA

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora no Brasil, mesmo período no qual outras três tentaram se matar sem sucesso.

Trata-se de um problema que se pode prevenir na grande maioria das vezes e esse é um dos maiores esforços do CVV. O estudo e a discussão do tema suicídio é uma das formas mais eficientes de se promover a prevenção, pois esta só é possível quando a população, os profissionais da saúde, os jornalistas e governantes têm informações suficientes para conduzir as medidas adequadas e ao seu alcance nessa frente. SAIBA MAIS AQUI

 

 


Comentários