Entretenimento

Assista ao trailer · 18/03/2014 - 11h01

Giovanna Antonelli em vídeo amador a participar de 'SOS - Mulheres ao Mar'

Diretora Chris D'Amato revelou que empresa de navio não queria esperar atriz ter folga em novela


Compartilhar Tweet 1



Quase que Giovanna Antonelli não pôde protagonizar o novo filme da diretora Cris D'Amato, 'SOS - Mulheres ao Mar' . E quem afirmou isso foi a própria cineasta em entrevista para o Purecine.

Cris explicou que na época de pré-produção da comédia romântica, a MSC Brasil, empresa de turismo náutico responsável pela locação do longa, já que 'SOS - Mulheres ao Mar' se passa quase inteiro dentro de um navio, não queria esperar a atriz que, na época, estava comprometida com as gravações da novela global de Glória Perez 'Salve Jorge'.

Então, para segurar o pessoal da MSC Brasil, que queria zarpar com o navio que seria utilizado para as filmagens e que levava turistas reais, Giovanna pegou um iPad e gravou um vídeo pedindo para que a empresa a esperasse porque a protagonista de 'SOS - Mulheres ao Mar' desejava muito participar do filme.

'Na verdade a gente ia fazer o navio saindo daqui. Era Rio (de Janeiro) até Veneza (Itália). Quando a Giovanna não conseguiu se liberar da novela da Glória e eu me perguntei: E agora, como é que eu vou fazer? Agora com tudo armado, como é que eu vou chegar para o cara da MSC e dizer: Olha, não vamos filmar aqui não (Brasil), vamos filmar na Europa. Aí pensei, só se a gente fizesse um vídeo e pegasse eles (MSC) pelo coração. Então fizemos um vídeo com ela (Giovanna) no iPad e depois fomos para São Paulo. E a cara de pau foi uma coisa impressionante', contou Cris.

'E na hora da reunião a gente disse que tinha trazido uma pessoa. Então apareceu a Giovanna no vídeo dizendo coisas do tipo: Por favor, me espera. Eu acho que vai ser bom para a gente. E a carinha dela super fofa. E então eu disse para eles: É isso, um pedido da atriz. No final das cnotas valeu a pena esperar a Giovanna', completou a diretora.

Chris também aproveitou para falar das dificuldades em filmar 'SOS - Mulheres ao Mar' em um navio. Já o produtor-executivo Julio Uchôa falou sobre os ajustes no cronograma de gravações por causa das atividades do público do navio e também da tripulação foi um dos principais desafios da equipe.

'Nós descobrimos que não poderíamos ter um navio inteiro à nossa disposição. A gente tinha a permissão para filmar, mas precisávamos criar uma logística. O teatro funcionava à noite, então a gente filmava nele de manhã. A boate funcionava em determinado horário, aí a gente gravava em outro', afirmou Julio.

Enquanto isso, Giovanna e seu parceiro em cena, Reynaldo Gianecchini, comentaram a química entre eles já que 'SOS - Mulheres ao Mar' marca o quinto trabalho da dupla entre novelas e cinema. 'Eu aceitei esse filme muito porque sabia que ela (Giovanna) faria. A gente é muito amigo na vida, parceiros de muitas coisas. A gente gosta de ir para o trabalho juntos e nós gostamos dessa troca. Nos divertimos muito sempre', definiu Gianecchini.

Giovanna também foi só elogios para o colega de trabalho de longa data: 'O Gianni tem uma característica que é minha também, a gante gosta de trabalhar se divertindo. A gente se diverte muito no set, a gente dá muita risada. O nosso dia a dia é massante, a gente rala muito, a gente espera muito e nós temos uma responsabilidade muito grande. E não teria a menor graça se a gente não pudesse fazer tudo isso com leveza'.
Já as coadjuvantes de 'SOS - Mulheres ao Mar', Fabiula Nascimento e Thalita Carauta torcem para que o filme arrebente na bilheteria e que possa vir uma continuação no futuro. 'Eu queria muito', desejou Fabiula. 'Seria incrível ter uma parte 2', completou Thalita.


Fonte: com informações do MSN