saiba mais sobre! -

Lula promete construir 100 institutos federais até o fim do mandato

Nesta quarta-feira (07/02), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva marcou presença na cerimônia que marcou o início das obras do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) no Complexo do Alemão. Além dele, o evento contou com a presença do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, do reitor do IFRJ, Rafael Almada, de ministros do governo e de parlamentares aliados. As informações são do SBT News.

Durante o evento, foi assinada uma transferência de um terreno da prefeitura para o governo federal para construção do instituto e também repasses no valor de R$ 15 milhões. A expectativa do governo é de inaugurar o IFRJ do Complexo do Alemão no final de 2025.

Foto: Reprodução

“Hoje, dia 7 de fevereiro, não foi um delegado ou capitão da polícia que anunciou a quantidade de mortes no Complexo do Alemão. Hoje, o governo federal e governo municipal vieram aqui dizer: dia 7 de fevereiro, quem veio ao Complexo do Alemão foi a educação”, disse o presidente da República.

Lula prometeu a construção de 100 Institutos Federais (IFs) em todo o Brasil até o fim do mandato. Afirmou ainda que o governo buscará aumentar o número de escolas em tempo integral e citou os Cieps e o ex-governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, um dos idealizadores do modelo de ensino.

“Muitos educadores do meu partido não aceitavam a ideia dos Cieps e o Brizola ficava sozinho batendo, ele e Darcy Ribeiro. Hoje, passado tantos anos, o que nós descobrimos? Que precisamos fazer escolas em tempo integral em todas as escolas deste país para garantir não apenas o direito da criança ficar o tempo inteiro na escola e a mãe ficar despreocupada trabalhando. Essa criança vai aprender mais que história e geografia, vai ter acesso à cultura, ao esporte, à música e dança”, disse Lula.

Segundo o ministro da Educação, Camilo Santana, a construção de Institutos Federais é importante para ajudar jovens a saírem do Ensino Médio já com uma profissão, proporcionada por cursos técnicos de profissionalização.

“Os Institutos Federais precisam avançar e dar um salto para garantir matrícula de jovens no Ensino Médio e no ensino técnico, para que eles saiam da escola com uma profissão, o que não quer dizer que ele não possa ir para um ensino superior”, disse o ministro.

Após o evento no Alemão, Lula parte para Minas Gerais. Entre as pautas, está duplicação da 381 e Anel Rodoviário estarão na pauta de Lula em BH. Durante as agendas, Lula deve ser acompanhado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e também vai se encontrar com o governador Romeu Zema, opositor, em Belo Horizonte.

Lula chegou ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira (05/02), e na terça (06/02), participou de eventos em dois municípios da Baixada Fluminense, nos municípios de Magé, ao lado do governador Cláudio Castro, e Belford Roxo, onde se encontrou com o prefeito e aliado Waguinho.

Complexo do Alemão

O prefeito Eduardo Paes (PSD), aliado histórico de Lula, elogiou o presidente da República e agradeceu pela atenção ao Rio de Janeiro e ao Complexo do Alemão. “Tem um Complexo do Alemão antes do Lula e depois do Lula. Volume de investimentos e apostas que o senhor fez ao longo de seu mandato nesta região, neste bairro, nesta localidade”, disse Paes.

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, mencionou suas “raízes” na favela da Maré em seu discurso. Ela comentou sobre a fala de Camila Moradia, moradora e representante do Complexo do Alemão, e contou sobre um evento realizado para a campanha de Lula em 2022.

“A gente sabia que o que estava em jogo não era só ganhar eleição, era o futuro da favela que estava em jogo. Estamos falando de um lugar que a gente perdeu Agatha, Eduardo, Benjamin, onde já perdemos muitos sonhos e a gente está cansado disso”, disse Anielle.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco