Divulgado o resultado final -

Estudantes de Cocal dos Alves conquistam seis medalhas na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas

Foi divulgado o resultado final da Olimpíada Nacional de Física das Escolas Públicas (OBFEP). Das sete medalhas conquistadas na competição por estudantes do Piauí, seis foram de alunos da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), mais especificamente, do Centro Estadual de Tempo Integral Augustinho Brandão, localizado no município de Cocal dos Alves.

Foto: Governo do Piauí

Foram quatro medalhas de prata, uma de ouro e uma de bronze. Na edição de 2023, o Piauí foi o segundo estado da federação em termos proporcionais, com o maior número de estudantes inscritos na OBFEP. As datas das cerimônias de premiação serão marcadas pelas Coordenações Estaduais a partir de março de 2024. 

Hélio Henrique da Silva Gomes, estudante da 1ª série do Ensino Médio, garantiu a medalha de ouro entre os piauienses. Ele conta que ficou feliz pelo resultado e que sonha em ser um futuro médico. 

“As aulas de preparação para a segunda fase da prova foram muito boas. Esse reforço foi importante para que eu me sentisse mais confiante. Além disso, a troca de conhecimentos com outros estudantes enriqueceu essa experiência. Estou muito feliz porque Física e Matemática são minhas matérias preferidas”, afirmou.

O resultado conquistado na Olimpíada de Física das Escolas Públicas evidencia um trabalho pedagógico que ofereceu suporte, orientação e incentivo aos alunos. O professor de Física dos estudantes medalhistas, Francisco Vieira de Brito, explica que a escola ofertou uma preparação específica com aulas à noite, uma vez que os alunos já têm aulas na modalidade de tempo integral, nos turnos manhã e tarde.   

“Nós focamos na resolução de provas e em questões para a segunda fase do exame. Sem dúvidas, é uma conquista muito significativa, mostra que o conteúdo foi repassado e que os alunos aprenderam”, comemorou o professor.

Pedro Vitor de Araújo, medalhista de prata, reconheceu o diferencial do apoio dado pelo professor Francisco na conquista do resultado. “Foi um sentimento gratificante ter tido a oportunidade de participar dessa olimpíada e de contar com o apoio tão importante do professor Francisco, que nos auxiliou com aulas extras depois do expediente. Ele sempre se preocupou em oferecer o melhor para todos”, comentou o estudante. 

Seduc Olímpica 

Com o intuito de incentivar a participação e promover a preparação dos estudantes da Rede Estadual de Ensino nas olimpíadas do conhecimento, a Seduc lançou o projeto Seduc Olímpica, que integra o Acelera Seduc.  

O secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira, ressaltou a importância do Seduc Olímpica para que os estudantes do Piauí ganhem cada vez mais destaque nas competições educacionais. “É uma ação completa, pois aproxima e envolve toda a comunidade escolar, impulsionando o aprendizado e descobrindo novos potenciais. As olimpíadas têm o poder de fortalecer a aprendizagem e a disciplina na rotina de estudos dos nossos jovens”, disse o gestor. 

Durante o mês de novembro do ano passado, quando ocorreu a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas, o programa ofereceu aulas de preparação aos estudantes piauienses por meio do Canal Educação. Durante os encontros, foram resolvidas questões de provas anteriores do exame e momento para tirar as dúvidas dos alunos. 

OBFEP 

A Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP) é um projeto apoiado pelo CNPq, e constitui um programa permanente da Sociedade Brasileira de Física (SBF), responsável por sua execução.

Confira os medalhistas:

Ouro 

Hélio Henrique da Silva Gomes

Prata 

Francisco Vinícios Machado Vieira

Francisco Yuri De Brito Vieira

Francisco Renan Vale Cardoso

Pedro Vitor De Araújo Siqueira

Bronze 

Gleyson Fernandes Machado

Fonte: Governo do Piauí

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco