Realizam adaptações · 21/06/2021 - 16h04 | Última atualização em 21/06/2021 - 17h29

Escola reforça preparação de estudantes para Olimpíada de Língua Portuguesa


Compartilhar Tweet 1



Com muitas aulas acontecendo no formato remoto na rede pública estadual de educação, as escolas piauienses realizam adaptações para executar as atividades da OLP – Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro” com seus estudantes. De forma remota, o Centro Estadual de Tempo Integral (CETI) Raldir Cavalcante Bastos, localizado no bairro Renascença, em Teresina, buscou reforçar a preparação dos estudantes que irão participar da 7ª edição da Olimpíada.

A escola, neste primeiro momento, organizou um encontro virtual com os estudantes tendo como tema “Introdução ao Artigo de Opinião”, destinado aos participantes desta categoria. Para ensinar mecanismos de coesão e coerência no introdutório, o professor Adonias Freitas ministrou a palestra aos estudantes nesta segunda-feira (21/06) por meio da plataforma virtual Google Meet.

No encontro destinado aos estudantes do 3º ano do ensino médio, o professor Adonias Freire apresentou estratégias para que os alunos tenham entendimento para se posicionar, levantar temas associado a sua realidade, exigida pela OLP.

“Partimos do entendimento de como a realidade local na qual os estudantes vivem pode servir como ponto de partida para esta produção textual da OLP, uma vez que a temática pede esta reflexão. Foi muito satisfatório, eles interagiram, tiraram dúvidas sobre as técnicas de produção do gênero, sobre os assuntos e fatos que poderiam virar temas, trouxemos textos de finalista anteriores, relatos de fatos, e técnicas que podem ser apresentadas segundo os critérios exigidos na produção do gênero”, detalhou o professor de língua portuguesa.

A Olimpíada destaca a temática “O lugar onde vivo”, como abordagem para que os textos propostos devem resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade na qual os alunos participam. As produções envolvem os gêneros textuais e produção audiovisual do concurso: Poema, Memórias literárias, Crônica, Documentário e Artigo de Opinião.

Considerando as escolas das redes municipal, federal e estadual, o Piauí possui 5.440 (cinco mil e quatrocentos e quarenta) estudantes inscritos na edição. Entre as categorias com maior número de participantes destacam-se as Memórias Literárias, com 1. 727 inscritos.

Novidades

Entre as novidades da edição 2021, estará a documentação de todo o processo de produção dos textos pelos participantes. O(a) professor (a) deve redigir um Relato de prática descrevendo como o trabalho foi desenvolvido com sua turma. Além disso, junto com os alunos e alunas, deve selecionar algumas produções textuais ou audiovisuais e algum registro significativo do percurso (fotografia, vídeo, áudio, etc).

Seguindo o calendário de atividades de 22 de fevereiro a 05 de agosto, os professores(as) realizam as atividades com toda a turma, escrevem o relato de prática e organizam os registros do trabalho desenvolvido. Posteriormente, as produções seguirão para as Comissões Julgadoras nas etapas escolar, municipal, estadual e nacional.

O evento de premiação com a revelação dos(as) professores(as) e turmas vencedores(as) acontece em 10 de dezembro de 2021.

Podem participar da Olimpíada de Língua Portuguesa, estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio, concorrendo nos gêneros conforme o ano ou série da turma. Poema: 5º ano do Ensino Fundamental; Memórias literárias: 6º e 7º anos do Ensino Fundamental; Crônica: 8º e 9º anos do Ensino Fundamental; Documentário: 1ª e 2ª séries do Ensino Médio e Artigo de Opinião: 3ª série do Ensino Médio.


Fonte: Governo do Piauí

Comentários