Na vida dos jovens · 27/07/2021 - 09h20

Professores serão mediadores no Novo Ensino Médio


Compartilhar Tweet 1



Com a implementação do novo currículo do Ensino Médio (EM), os educadores ganham um papel de destaque no processo de ensino e aprendizagem. Em superação à educação tradicional que os coloca na posição de profissionais detentores e simples transmissores do conhecimento, eles se tornam protagonistas na mediação e construção do saber. A ressignificação da profissão faz parte do novo momento da educação em que o acesso às informações acontece por meio de inúmeras ferramentas tecnológicas virtuais e não virtuais.  

A denominação desse(a) novo(a) professor(a) ganha vertentes de mentoria para auxiliar os estudantes a descobrirem as possibilidades que irão nortear as suas escolhas para o mundo do trabalho e para seus projetos de vida. "O Novo Ensino Médio terá esse efeito positivador na vida dos jovens e esse efeito vem por meio do professor, que é um facilitador na busca de aprendizagens significativas que vão agregar à sua formação uma visão ampla de vida. O poder de decisão é do estudante, devido à autonomia da própria aprendizagem, mas é preciso ter um mentor e o professor desempenhará esse papel", explica a coordenadora de etapa do ProBNCC do Ensino Médio, Elenice Nery.  

Com uma Formação Geral Básica e Itinerários Formativos, os três anos de Ensino Médio terão uma carga horária total de 3 mil horas, que será administrada com atividades dentro e fora da escola, mas sempre acompanhada por um educador. "Nós vamos mudar não só as formas de aprender, mas, também, as formas de ensinar que já vêm se transformando ao logo dos últimos anos. Concomitantemente, a mudança estará acontecendo na formação dos futuros professores, dentro das universidades", explicou Elenice.  

A SEDUC vem acompanhando essas transformações e a implementação tem um cronograma de formações com todos os profissionais da Educação. Esse processo foi iniciado com os setores da SEDUC/Sede, posteriormente com os gestores das Gerências Regionais de Ensino (GRE) e chegarão aos professores de toda a rede. "Temos a garantia de informação e formação para os professores. Temos uma geração de educadores mista que é composta de profissionais com muita experiência e uma geração que iniciou agora, mas vive esse momento de transição com a presença cada vez maior de ferramentas tecnológicas em sala de aula, na era da cultura digital", explicou Elenice.  

A proposta é promover formações continuadas ao longo dos próximos meses e dar as condições necessárias para os educadores desenvolverem suas competências e habilidades para estarem cada vez mais próximos dos estudantes, além de refletirem sobre seu novo papel nas formas de construir o conhecimento junto com o aluno, enquanto sujeitos protagonistas no processo educativo.


Fonte: SEDUC PI
Comentar
Inscrições abertas · 27/07/2021 - 06h55

Fies 2021: saiba tudo sobre o financiamento estudantil


Compartilhar Tweet 1



O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa do MEC (Ministério da Educação) que financia cursos superiores não gratuitos com avaliação positiva no Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior). As informações são do R7.

Os financiamentos concedidos com recursos do Fies terão taxa real zero de juros, para os estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Inscrição, seleção e cursos
Poderá se inscrever no processo seletivo o candidato que participou do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a partir da edição de 2010 e tenha obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

O MEC (Ministério da Educação) abriu na última terça-feira (27) as inscrições para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) do segundo semestre de 2021. Não poderão se inscrever no processo seletivo os candidato pré-selecionado em processo seletivo anterior, candidato que não tenha quitado financiamento anterior pelo Fies ou pelo Creduc (Programa de Crédito Educativo), candidato que se encontre em período de utilização do financiamento do Fies e candidatos que submeteram ao ENEM com o único objetivo de auto-avaliação, na condição de treineiro.

O bolsista parcial do Prouni (Programa Universidade Para Todos) poderá participar do processo seletivo do Fies e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa, desde que se enquadre nas condições previstas no edital do processo seletivo vigente. Para os participantes que já concluiram o ensino superior, também poderão participar do Fies, desde que se enquadre nos critérios estabelecidos pelo edital.

A nota de corte será divulgada quando forem ocupadas todas as vagas disponibilizadas para o grupo de preferência escolhido pelo candidato. O FiesSeleção calcula a nota de corte para o grupo de preferência, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos neste mesmo grupo de preferência.

Os candidatos serão classificados no grupo de preferência para o qual se inscreveram, atendida a prioridade indicada dentre até três opções de curso, turno, local de oferta escolhidas em ordem decrescente e de acordo com as notas obtidas no Enem, observada a seguinte sequência:

I – Candidatos que não tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
II – Candidatos que não tenham concluído o ensino superior, mas já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado;
III – Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil; 
IV – Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado.

Serão pré–selecionados na chamada única, os candidatos classificados com base no número de vagas disponíveis no grupo de preferência. Os candidatos pré-selecionados na chamada única do Fies devem complementar as informações da inscrição no sistema, conforme prazo determinado em edital, para contratação do financiamento.

Sobre financiamentos
Considerando que o pagamento do financiamento respeitará a capacidade de pagamento do estudante, estima-se que o financiamento seja quitado em um prazo de 14 anos. O estudante terá o pagamento descontado diretamente da sua renda, isto é, o pagamento será retido na fonte, mensalmente.

Vagas Remanescentes
O candidato que tenha concluído sua inscrição no Fies remanescente deverá validar as informações de forma física ou digital junto à CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) da respectiva IES (Instituição de Ensino Superior) nos dois dias úteis subsequentes ao da conclusão da inscrição, devendo ainda atender os demais procedimentos e prazos definidos.

Comentar
Resultado sai no dia 03/08 · 26/07/2021 - 11h01

Inscrições para o Fies do segundo semestre têm início amanhã


Compartilhar Tweet 1



Começam nesta terça-feira (27/08) as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2021. Os candidatos interessados poderão efetuar a inscrição no portal do Fies entre até o dia 30 de julho.

Os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 poderão pleitear uma bolsa no programa de financiamento deste ano. Além disso, os estudantes deverão ter média mínima de 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Cronograma

Inscrições: 27 a 30 de julho;

Resultado dos pré-selecionados em chamada única: 3 de agosto;

Prazo para complementação da inscrição dos pré-selecionados na chamada única: 04 a 06 de agosto;

Lista de espera: 04 a 31 de agosto.

Histórico

O Fies é um programa do Ministério da Educação (MEC) que tem por objetivo conceder financiamento a estudantes em cursos superiores particulares, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC e ofertados por instituições de educação superior privadas aderentes ao programa.

O novo Fies é um modelo de financiamento estudantil que divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. 


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 teve 3.109.762 pessoas com a inscrição confirmada, após o pagamento da taxa de R$ 85.

Para a versão em papel, o Inep registrou 3.040.871 inscritos. Para a modalidade digital, foram confirmados 68.891 participantes. As duas versões serão aplicadas nas mesmas datas: 21 e 28 de novembro.

O Enem Digital será exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou está concluindo essa etapa em 2021. Assim, os inscritos que desejam fazer o exame para fins de autoavaliação — os chamados “treineiros” — participarão do Enem impresso. Cabe destacar que, nesta edição, ambas as versões terão itens de prova iguais e mesmo tema de redação.

Para verificar a situação da inscrição, o candidato deve entrar na Página do Participante com o login único dos portais gov.br. Na mesma página, os inscritos podem acompanhar o andamento das solicitações feitas, bem como entrar com possíveis recursos. Caso o participante não lembre a senha, é possível recuperá-la acessando o sistema do governo federal, informando o número do CPF e seguindo as instruções que forem apresentadas.

Educação superior

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil. Com a nota do Enem, o estudante pode pleitear uma vaga em uma universidade pública, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou participar de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Diversas disciplinas revisadas · 25/07/2021 - 16h29 | Última atualização em 25/07/2021 - 16h36

Pré-Enem Seduc Live chega à sétima edição com dicas exclusivas


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizou, neste domingo (25/07), a sétima edição do preparatório Pré-Enem Live, que os estudantes puderam acompanhar pela TV Antares (Canal 2.1), Facebook e YouTube do Canal Educação.

Na revisão, os alunos assistiram às aulas das disciplinas: Matemática, Linguagens, Filosofia/Sociologia e Redação, com a equipe de professores formada por Andrey Filho, Rosiane Nascimento, Lailson Favacho e Francisco Rufino, respectivamente.

Nesse domingo, a revisão teve início com a disciplina de Matemática, ministrada pelo professor Andrey Filho, que falou estatística, matemática financeira - juros compostos, geometria e inequação.

Na aula de Linguagens, a professora Rosiane revisou funções da linguagem, conteúdo de grande recorrência na prova, variações linguísticas e sentidos da linguagem com conotação e denotação. Na aula de Filosofia e Sociologia, Lailson falou sobre os clássicos Platão e Aristóteles e filosofia moderna com René Descartes, e ainda questões de sexo, gênero e raça.

Encerrando a manhã de preparação, Francisco Rufino falou sobre o planejamento do texto. "Com o planejamento, o candidato já resolve 90% da redação. Vamos ensinar o candidato a se planejar pra escolher o repertório, as causas da sua tese e já pensar em relação à tese quais serão suas intervenções sociais", disse Rufino.

No intervalo das aulas, os quadros que já se consagraram, aliados a novidades, auxiliam os alunos. No quadro Seduc Tá On, a superintendente de Ensino Superior da Seduc, Lourdes Lopes, falou um pouco sobre a expansão da UAPI. No Ler para escrever melhor houve o sorteio do livro "Os tempos e a forma", de Adriano Lobão. No quadro Bora ver filme, a sugestão foi "São Bernardo", um filme brasileiro de 1971, do gênero drama, dirigido por Leon Hirszman e com roteiro baseado no romance homônimo de Graciliano Ramos.

No quadro Fala Consultor, Felipe Lopes falou sobre a metodologia de resolução da prova, e no quadro Bora Louvar, Juliete Freire e Assunção Aguiar foram as homenageadas de hoje.

Todo o conteúdo, de forma digitalizada, está no site https://preenem.seduc.pi.gov.br/. Nas redes sociais da Seduc, serão disponibilizados vídeos extras, com dicas exclusivas, durante a semana.


Fonte: Seduc/PI
Comentar
Resultado em 3 de agosto · 23/07/2021 - 13h46

Inscrições do Fies serão abertas na próxima terça-feira (27)


Compartilhar Tweet 1



As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2021 serão abertas na próxima terça-feira (27/07). Os candidatos interessados poderão efetuar a inscrição no portal do Fies entre os dias 27 e 30 de julho.

Os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 poderão pleitear uma bolsa no Financiamento este ano. Além disso, os estudantes deverão ter média mínima de 450 pontos e nota superior a zero na redação. O cronograma do Fies 2021/2 já foi divulgado, confira as datas:

  • Inscrições: 27 a 30 de julho;
  • Resultado dos pré-selecionados em chamada única: 03 de agosto;
  • Prazo para complementação da inscrição dos pré-selecionados na chamada única: 04 a 06 de agosto; e
  • Lista de espera: 04 a 31 de agosto.

Sobre o Fies

O Fies é um programa do Ministério da Educação (MEC), instituído pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2011, que tem por objetivo conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC e ofertados por instituições de educação superior privadas aderentes ao Programa.

O novo Fies é um modelo de financiamento estudantil moderno, que divide o Programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. O novo Fies traz melhorias na gestão do fundo, dando sustentabilidade financeira ao Programa, a fim de garantir a sustentabilidade do Fies e viabilizar um acesso mais amplo ao ensino superior.


Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da Sesu
Comentar
Prova será em novembro · 23/07/2021 - 07h34

Enade 2021: inscrições para o exame vão até o dia 8 de agosto


Compartilhar Tweet 1



Com objetivo de avaliar estudantes que estão ingressando ou concluindo cursos de graduação, o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2021 está marcado para o dia 14 de novembro. Até o dia 8 de agosto, os coordenadores dos cursos avaliados deverão inscrever os estudantes no Sistema Enade.

    Foto: © Valter Campanato/Agência Brasil

De 9 a 29 de agosto, os coordenadores de curso poderão corrigir a inscrição dos estudantes habilitados para o Enade 2021.

Em 2021 serão avaliados os estudantes, ingressantes e concluintes, dos cursos de bacharelado pertencentes às áreas de ciência da computação, ciências biológicas, ciências sociais, design, educação. Entre as licenciaturas, os alvos serão os cursos de artes visuais, ciência da computação, ciências biológicas, ciências sociais, educação física, filosofia, física, geografia, história, letras – português, letras – inglês, matemática, música, pedagogia e química.

Também estão incluídos os estudantes de cursos superiores de tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas, tecnologia em gestão da tecnologia da informação e tecnologia em redes de computador. O estudante que não realizar a prova ou preencher o Questionário do Estudante fica impedido de colar grau.

Provas

Realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Enade 2021 será composto por uma prova com 40 perguntas. O conteúdo é dividido entre 10 questões de formação geral, com temas comuns a todos os cursos, e 30 questões de componente específico, com perguntas próprias de cada área. Quanto ao formato das questões, são, no total, cinco questões discursivas e 35 de múltipla escolha. Os estudantes terão 4 horas para realizar a prova.


Fonte: Agência Brasil
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Instituto Federal do Piauí (IFPI) segue com inscrições abertas para mais uma edição do Exame Classificatório. O edital do teste seletivo de alunos apresenta 760 vagas distribuídas pelos campi Angical, Campo Maior Floriano e Teresina Central. As inscrições serão apenas pela internet até esta sexta-feira (23/07), no endereço eletrônico selecao.ifpi.edu.br.

As oportunidades são para quem está cursando, em 2021, a 1ª, 2ª ou 3ª séries do Ensino Médio (forma concomitante) e para quem tiver concluído o Ensino Médio até a data da matrícula (forma subsequente).

    Divulgação

Há vagas para os cursos de Alimentos, Desenvolvimento de Sistemas, Logística, Eletromecânica, Eletrotécnica, Eletrônica, Refrigeração, Mecânica, Segurança do Trabalho, Administração, Contabilidade, Serviços Jurídicos, Análises Clínicas e Cuidados de Idosos. Em cada curso, por turno, metade das vagas será destinada aos candidatos da rede pública de ensino.

Obrigatoriamente, os candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas passarão por um procedimento de heteroidentificação que consiste em uma análise a ser realizada pela Comissão de Validação de Autodeclaração Étnico-racial.

A seleção dos candidatos será feita pelo rendimento escolar nas disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática. Na forma Concomitante, o candidato deverá inserir, no ato da inscrição, a média final de Língua Portuguesa e de Matemática, obtida no 9º ano, antiga 8ª série ou equivalentes. Já na forma Subsequente, o candidato deverá inserir a média final de Língua Portuguesa e de Matemática, obtida no 3º ano do Ensino Médio ou equivalentes

Será necessário, ainda, anexar uma declaração (disponível no Anexo XIII do edital) de que as médias das notas inseridas no sistema de inscrição estão de acordo com o boletim escolar ou histórico escolar simples ou declaração com médias emitidos pela escola. O resultado final do Exame Classificatório será divulgado no dia 30 de julho.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o documento “Orientações gerais de prevenção à COVID-19” para participação dos candidatos, no dias das provas do Enem 2021, Encceja e Enade.

Objetivo

O objetivo é orientar os participantes a respeito dos procedimentos a serem adotados antes e durante os exames aplicados pelo Instituto como Enem 2021, Encceja e Enade, além de instruir participantes sobre conduta nos locais de prova.

Instruções de prevenção à Covid-19

O documento traz instruções sobre o que é permitido levar nos dias de exame e orienta os participantes sobre como se portar nos locais de prova. Conta ainda com informações a respeito do uso de máscaras e sobre a higienização das mãos, além de pontuar as medidas a serem tomadas para evitar contaminação.

Reaplicação

Em caso de sintomas equivalentes à COVID-19 na semana anterior ou na véspera da aplicação, a orientação é para que o inscrito não compareça ao local de provas e solicite reaplicação na Página do Participante. No momento da solicitação, é necessário anexar um documento comprobatório da condição. O pedido, então, será analisado pelo Inep.

Máscaras

Separar máscaras específicas para usar durante a aplicação é uma das orientações, pois será fundamental o uso do equipamento, cobrindo totalmente o nariz e a boca.

É recomendado ainda que os participantes tenham máscaras reservas. Cabe ressaltar que o uso da proteção facial é obrigatório, desde a entrada até a saída do local de provas, exceto para os participantes com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual ou sensorial, conforme previsto na Lei n.º 14.019, de 2 de julho de 2020.

O que pode levar?

O participante pode levar um frasco de álcool líquido ou em gel, apesar de o produto ser disponibilizado em todas as salas. Será permitido usar luvas transparentes ou semitransparentes durante a realização das provas.  De acordo com o INEP, todos esses equipamentos e itens de higiene próprios serão vistoriados. É recomendado, ainda, que cada participante leve sua própria garrafa de água para consumo.

Dia de aplicação

A orientação é para que o participante aja preventivamente, desde a organização para a prova até a chegada ao local de aplicação, além de ter conduta preventiva no ambiente do exame. O candidato deverá chegar com antecedência de uma hora, pois objetivo será facilitar a entrada com respeito ao distanciamento social. Cartazes fixados fora do local de prova reforçarão as referidas medidas de prevenção.

Proteção

De acordo com o INEP, as provas estarão protegidas em envelopes plásticos e sem contato humano, a contar um período mínimo de três meses anteriores à aplicação do exame. Antes da entrega nominal aos participantes, o chefe de sala, obrigatoriamente, higienizará as mãos com álcool. O responsável pela aplicação é a pessoa a quem o participante deve se dirigir em caso de dúvidas, levantando a mão e respeitando o distanciamento. Em caso de descumprimento das obrigações, como prevê o edital, ou de infração diante das orientações da equipe de aplicação, o participante será eliminado sem direito à reaplicação.


Fonte: Governo Federal
Comentar
Duração de 12 meses na Europa · 21/07/2021 - 11h29

Assessoria da UFPI divulga bolsa para recém-graduados e pesquisadores ativos


Compartilhar Tweet 1



A Assessoria de Assuntos Internacionais da Universidade Federal do Piauí (UFPI) divulgou, nessa terça-feira (20/07), oportunidades de bolsas internacionais para estudantes recém-formados das áreas previstas (administração, política, mídia, cultura) e projeto de financiamento para pesquisadores ativos. As experiências proporcionadas pela troca de saberes com pessoas de outras partes do mundo garantem uma formação mais humana e respeitadora.

As bolsas que estão disponíveis são: “Bolsa de Chanceler da Alemanha”, destinada a recém-graduados universitários com experiência inicial em liderança, com duração de 12 meses na Alemanha.

Além disso, outra oportunidade é o projeto “Subsídios Avançados do ERC”. Tem como público os pesquisadores ativos com um histórico de realizações de pesquisa significativas nos últimos 10 anos. É destinado para quem busca realizar um projeto inovador e de alto risco.

Confira todas as informações nos links abaixo:

Bolsa de Chanceler da Alemanha;

Subsídios Avançados do ERC.

Comentar

O Ministério da Educação (MEC) divulgou o resultado da primeira chamada do  Programa Universidade para Todos (Prouni) 2021.2. As informações são do R7.

Comprovação das informações Primeira Chamada Prouni 2021.2

Os candidatos selecionados na primeira chamada deverão comprovar as informações no período de 20 a 28 de julho de 2021.

De acordo com as regras, o candidato deverá apresentar na instituição em que foi pré-selecionado, no período estabelecido no cronograma, os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. Será da responsabilidade do candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, na reprovação do candidato.

Resultado Segunda Chamada

A segunda chamada será liberada no dia 3 de agosto, com período para comprovar as informações de 3 a 11 de agosto.

Lista de Espera Prouni 2021.2

O candidato não selecionado na primeira e segunda chamadas poderá manifestar interesse pela Lista de Espera, nos dias 17 e 18 de agosto.

Bolsas Oferecidas Prouni 2021.2

De acordo com o MEC, para esta edição, ao todo são ofertadas 134.329 bolsas, sendo 69.482 bolsas integrais e 64.847 parciais, para 10.821 cursos ministrados em 952 instituições de ensino superior da rede privada.

Consulta de Bolsas

A consulta das bolsas pôde ser feita por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância), curso, turno, instituição e localidade do campus, por meio da página do programa.

Critérios para concorrer às bolsas do Prouni

Conforme edital, os critérios para concorrer às bolsas são:

Bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo.

Bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Cronograma do Prouni 2021/2:

Inscrições: 13 a 16 de julho;

Resultado da primeira chamada: 20 de julho;

Comprovação das informações: 20 a 28 de julho;

Resultado da segunda chamada: 03 de agosto;

Comprovação das informações: 03 a 11 de agosto;

Inscrições na lista de espera: 17 e 18 de agosto;

Divulgação da lista de espera para as instituições de ensino: 20 de agosto;

Comprovação das informações da lista de espera: 23 a 27 de agosto.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Ministério da Educação (MEC) divulga o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2021.2. As informações são do R7.

Resultado Primeira Chamada Prouni 2021.2

O resultado será liberado nesta terça-feira (20/07), na página do programa, e os candidatos selecionados deverão comprovar as informações no período de 20 a 28 de julho de 2021.

Segunda Chamada

A segunda chamada será liberada no dia 3 de agosto, com período para comprovar as informações de 3 a 11 de agosto.

Lista de Espera

O candidato não selecionado na primeira e segunda chamadas poderá manifestar interesse pela Lista de Espera, nos dias 17 e 18 de agosto.

Bolsas Oferecidas Prouni 2021.2

Para esta edição, ao todo são ofertadas 134.329 bolsas, sendo 69.482 bolsas integrais e 64.847 parciais, para 10.821 cursos ministrados em 952 instituições de ensino superior da rede privada.

Consulta de Bolsas

A consulta das bolsas pode ser feita por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância), curso, turno, instituição e localidade do campus, por meio da página do programa.

Critérios para concorrer às bolsas do Prouni

Conforme edital, os critérios para concorrer às bolsas são:

  • Bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo.
  • Bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Cronograma do Prouni 2021/2:

  • Inscrições: 13 a 16 de julho;
  • Resultado da primeira chamada: 20 de julho;
  • Comprovação das informações: 20 a 28 de julho;
  • Resultado da segunda chamada: 03 de agosto;
  • Comprovação das informações: 03 a 11 de agosto;
  • Inscrições na lista de espera: 17 e 18 de agosto;
  • Divulgação da lista de espera para as instituições de ensino: 20 de agosto;
  • Comprovação das informações da lista de espera: 23 a 27 de agosto.
Comentar
Dias 21 e 28 de novembro · 19/07/2021 - 07h36

Termina hoje prazo para quitar taxa de inscrição do Enem 2021


Compartilhar Tweet 1



Os mais de 4 milhões de inscritos para realizar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 têm até esta segunda-feira (19/07) para efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 85. As provas serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro. As informações são do R7.

A confirmação de inscrição do Enem 2021 para quem é pagante é feita após a compensação do pagamento da taxa, que pode levar até uma semana. A quitação pode ser feita em casas lotéricas, agências bancárias, agências dos Correios que tenham o Banco Postal, internet banking e aplicativos de bancos.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) alerta para que os candidatos fiquem atentos ao horário e às regras dos correspondentes bancários para não perderem o prazo.

A falta de pagamento das taxas de inscrição pode reduzir ainda mais o número de participantes do Enem neste ano, cujo número de inscritos é o menor desde 2009. Um dos fatores que pode ter pesado para o menor volume de inscrições foi a decisão que barrou a isenção de taxa de inscrição a participantes que não justificaram ausência na edição anterior da prova.

De acordo com o edital da prova, são beneficiados com a isenção todos aqueles estudantes que fizeram todo o ensino médio em escolas públicas ou foram bolsistas em colégio particular ou que a família esteja inscrita no CadÚnico.

Quem precisar de atendimento especializado ou específico deverá realizar a solicitação durante a inscrição. O prazo para pedidos de atendimento por nome social começa nesta segunda-feira (19) e segue até sexta-feira (23 de julho).

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Ministério da Educação (MEC) abre período para solicitar o Tratamento pelo Nome Social, no dias das provas do  Enem 2021. As informações são do R7.

Utilização do tratamento pelo Nome Social

O participante que quiser solicitar o Tratamento pelo Nome Social, deverá acessar a Página do Participante,  no período de 19 a 23 de julho de 2021, e apresentar comprovação da condição que o motiva.

Documentos Tratamento pelo Nome Social

Veja abaixo os documentos que poderão ser usados para tal solicitação:

  • Foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem o uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); e
  • Cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido, conforme Edital.
  • Não serão aceitas solicitação e/ou inserção de documentação fora do endereço e/ou fora do período.

Formato do documento

Conforme Edital, a documentação deve ser anexada e enviada em formato PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2MB.

Resultado

O resultado da análise da solicitação de Tratamento pelo Nome Social deverá ser
consultado por meio do endereço , a partir do dia 30 de julho de 2021.

Recursos

Se houver reprovação da documentação anexada, o participante poderá solicitar recurso, do dia 2 ao dia 6 de agosto de 2021 às 23h59 (horário de Brasília-DF), pelo endereço e inserir nova documentação para análise.

O resultado do recurso do Tratamento pelo Nome Social deverá ser consultado no endereço , a partir do dia 11 de agosto de 2021.

Datas Enem 2021

Na edição de 2021, as duas versões do exame terão as mesmas provas, com itens iguais e além disso, tanto a versão digital quanto a impressa serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro.

Cronograma Enem 2021

  • Inscrições: 30/6 a 14/7;
  • Pagamento da inscrição: até 19/7;
  • Pedido de atendimento especializado: 30/6 a 14/7;
  • Pedido de tratamento pelo nome social: 19 a 23/7;
  • Provas: 21 e 28/11.
Comentar
Estudantes de nível médio · 17/07/2021 - 11h54 | Última atualização em 17/07/2021 - 12h45

Semec vai abrir 1.800 vagas para estágio na rede municipal de Teresina


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria Municipal de Educação (Semec) divulgou nessa sexta-feira (16/07) edital para seleção de 1.800 estagiários para atuarem nas unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina. A Semec oferta vagas para estudantes de nível médio/técnico e também de nível superior, para auxiliar professores em suas tarefas diárias na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.

As inscrições para o processo seletivo são gratuitas e acontecem de 20 a 26 de julho, exclusivamente pelo site da Semec. A avaliação será por meio do Índice de Rendimento Acadêmico dos candidatos inscritos. Serão selecionados estagiários para a sala de aula, auxiliares de apoio à inclusão e para atuarem em salas do núcleo diversificado em escolas de tempo integral.

De acordo com a Secretaria, as contratações têm validade de um ano, prorrogável por até dois anos. Os classificados cumprirão carga horária de 20 horas semanais, com direito a bolsa-auxílio. O resultado final da seleção está previsto para o dia 04 de agosto.

“Agora os estagiários cumprirão realmente funções de auxiliares, apoiando os professores e enriquecendo suas jornadas acadêmicas. Nossa intenção é que iniciam logo no retorno das aulas deste segundo semestre, de forma remota, contribuindo para a construção de uma educação de qualidade no município”, declarou o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso.

Edital_para_Estagiário_versão final (1) (1) (3)


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Alcançar a nota mil no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) representa um passo significativo pra chegar ao Ensino Superior. Pensando em ampliar este acesso a todos os estudantes da rede estadual de ensino, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lançou nesta sexta-feira (16/07) o projeto Redação Nota 1000, que tem objetivo de ampliar as possibilidades para que os estudantes da rede estadual possam alcançar a nota mil na redação do Enem.

A primeira oficina ocorrerá nesta sexta-feira, 16 de julho de 2021, no horário das 14 horas, com transmissão do Canal Educação, tendo como público-alvo os professores de Redação da 3ª série.

Acompanhe a oficina aqui: https://youtu.be/Zvabk3ZXktg

A diretora da Mediação Técnica e Canal Educação da Seduc, Viviane Carvalhedo, diz que o projeto está focado na otimização de ensino e visa o melhor desempenho dos alunos da 3ª série do Ensino Médio na elaboração de textos.

“Tivemos o ano de 2020 atípico, mas no Piauí, apesar da alta taxa de abstenção, muitos estudantes da rede pública estadual conseguiram notas acima de 920 pontos. Para avançar neste item lançamos, por meio do Programa Pré-Enem Seduc, mais uma estratégia de inclusão universitária para que possamos ter uma redação de excelência. O trabalho será desempenhado em frentes de trabalho para a orientação de professores e alunos no exercício e prática das redações e com novidade, que é trazer um escritor renomado para auxiliar nossos estudantes no processo de escrita, que é fundamental”, disse Viviane Carvalhedo.

No chat da transmissão, a professora Valdirane Araujo comemorou o início do projeto. “Parabéns pela iniciativa! com certeza esse projeto irá agregar muito nas produções de redações dos nossos alunos”. A estudante Ingrid Reis, do município de Alvorada do Gurguéia, mostrou-se ansiosa para particionar das oficinas. “Ótima iniciativa e já quero participar. Vou fazer meu primeiro Enem e acho importante ter esse apoio”, comentou.

A equipe de professores do Pré-Enem Seduc ganha o reforço do professor Newton Neto e do escritor Nathan Sousa. O professor Washington Soares mediou a conversa com os professores que responderam dúvidas quanto à execução, e que contou com a participação de professores das 12ª, 19ª, e 21ª Gerências Regionais de Educação.

“Este é um projeto que veio a se somar a outros para melhorar a escrita dos estudantes da rede pública. Já temos as aulas de redação dentro do Pré-Enem Live, no Pré-Enem na Estrada, nas Salas de Aula On-line, e com este novo projeto colocamos como uma nova meta a ser alcançada. Tivemos muitas conquistas com os alunos sendo aprovados em todos os cursos e agora temos esse objetivo, que é cravar a nota mil”, declarou o coordenador do Pré-Enem Seduc, Wellington Soares.

O projeto tem entre as frentes de atuação a qualificação de professores de língua portuguesa, principalmente os que trabalham a redação, que serão capacitados por meio de oficinas, e seguirá os próximos meses com mais intervenções. Paralelamente será trabalhada outra frente mais próxima aos alunos somadas às outras estratégias implementadas pelo Pré-Enem Seduc.

A terceira frente consistirá na produção de redações distribuídas semanalmente, escritas nos mais variados temas, e que estarão à disposição dos professores e alunos. Este método está voltado a exemplificar a redação nota mil no melhor entendimento dos critérios, das habilidades e eixos temáticos cobrados pelo Enem.

O Redação Nota Mil ganha o reforço do escritor piauiense premiado Nathan Souza, que participará do processo de escrita criativa dos estudantes. Ficcionista, ensaísta, poeta, letrista e dramaturgo, Nathan Sousa é natural de Teresina, venceu por quatro vezes os prêmios da União Brasileira de Escritores (UBE), foi finalista do Prêmio Jabuti 2015 e do I Prémio Internacional de Poesia António Salvado.

“É um prazer estar aqui e partilhar desta jornada de escrita com professores e estudantes para transformar o texto não somente na redação nota mil, como também transformar em prazer da escrita. Vamos trabalhar com os professores orientando do ponto de vista linguístico e literário para que eles repassem métodos diversos aos alunos. Paralelamente iremos trabalhar com os estudantes nas diversas tecnologias, na feitura das redações, ou seja, o aluno terá uma orientação constante no processo de escrita criativa”, declarou Sousa.

 


Fonte: Governo do Piauí
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) está sempre procurando formas de estimular os alunos a se interessarem pelas aulas e reconhecer aqueles que mais se destacam. Em tempos de aulas remotas, prender a atenção das crianças se tornou um desafio ainda maior, uma vez que elas podem se dispersar durante a explicação dos professores e mesmo no momento de fazerem as atividades.

Assim surgiu o Projeto Aluno e Família Nota 10, que tem o objetivo de incentivar os alunos a participarem das aulas não presenciais e reconhecê-los por seu empenho e dedicação na realização das atividades propostas, voltado a alunos do ensino fundamental.

Estudantes da Escola Municipal Santa Maria da Codipi, localizada no bairro de mesmo nome, na zona norte de Teresina, receberam o Certificado Aluno (a) Destaque pelo empenho e dedicação nas aulas remotas.

“Para nós que fazemos parte da escola, que atende alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, é um prazer poder reconhecer alunos que se esforçam para terem sempre um bom desempenho escolar, ainda mais neste momento delicado que é o da pandemia da Covid-19 onde as aulas presenciais ainda não podem acontecer”, diz Luzinete Leal, diretora da E. M Santa Maria da Codipi.

 


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar
Transmissão via Youtube · 15/07/2021 - 17h11

Seduc lança Projeto Redação Nota 1000 nesta sexta (16)


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lança, nesta sexta-feira (16/07), o projeto Redação Nota 1000, uma ação cujo objetivo é ampliar as possibilidades para que os estudantes da rede estadual possam alcançar a nota mil na redação do Enem.

A Seduc, por meio do Canal Educação, realizará oficinas para a qualificação de professores de Língua Portuguesa, com foco na otimização do formato de ensino, visando maior desempenho dos alunos do  3ª série do Ensino Médio na elaboração de textos.

“Faremos o lançamento dessa nova ação na próxima sexta-feira (16/07), às 11h, com transmissão via Youtube do Canal Educação. Em seguida, às 14h, começará a primeira oficina do projeto, voltada aos professores de Língua Portuguesa”, explicou Wellington Soares, coordenador do PRÉ-Enem Seduc.

Todos os anos, os estudantes da rede estadual de ensino vêm alcançando excelentes notas na redação do Enem, com muitos chegando a 980 pontos. “A realização do projeto Redação Nota 1000 é intensificar o preparo desses alunos que farão o certame, começando pela capacitação do professor, que é responsável por  trabalhar com eles o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita. Vamos unir forças para dar mais condições de aprendizagem para os alunos alcançarem a nota 1000”, explicou Viviane Carvalhedo, diretora da unidade de mediação tecnológica da Seduc.

Os professores participarão de capacitações mensais até o final do ano, as quais serão ministradas de forma virtual. Além disso, haverá o acompanhamento das equipes da Seduc durante o desenvolvimento do trabalho desses docentes com estudantes.


Fonte: Governo do Piauí
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Os interessados em participar do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) devem fazer a inscrição até às 23h59 desta quarta-feira (14/07). O valor da taxa é de R$ 85 e deve ser paga até o dia 19 deste mês. As informações são do R7

A quatro meses da aplicação, dá para saber qual o tema da redação?

Para a coordenadora pedagógica e de redação do Poliedro colégio de São Paulo, Vivian de Ulhôa Cintra Bernardo, o tema da redação é sempre ligado a questões de direitos humanos e cidadania, como está descrito na cartilha da redação.

"Os candidatos devem ficar atentos ao noticiário e observar quais são os principais assuntos discutidos no Brasil e no exterior", explica. Entre as inúmeras possibilidades, a professora destaca questões gerais de cidadania como:

Saúde. "O debate sobre a covid-19 passa pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas também pela medicina preventiva, um debate sobre comorbidades e como essas doenças poderiam ser evitadas."

População em situação de rua. "A pandemia agravou a  crise econômica no país e com isso houve um aumento do número de pessoas nas ruas, em situação de vulnerabilidade, assunto que pode ser um tema para a redação."

Acesso à internet. "Outra discussão que já existia, mas ganhou mais destaque nesse momento de isolamento social gerado pela pandemia; o acesso à web já foi considerado pela ONU (Organização das Nações Unidas) um direito fundamental."

Comentar
ENSINO DE GRADUAÇÃO · 14/07/2021 - 17h55

RETIFICAÇÃO: DAP divulga novo resultado das monitorias


Compartilhar Tweet 1



A PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ (PREG/UESPI) divulga retificação do Resultado do Aditivo I do Programa de Monitoria 2020.2.

Confira:

RETIFICAÇÃO DO RESULTADO DO ADITIVO I DE MONITORIA


Fonte: UESPI
Comentar
'Redação Nota 1000' · 14/07/2021 - 17h15 | Última atualização em 14/07/2021 - 17h17

PI: projeto quer ampliar número de alunos com nota mil na redação do Enem


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lança, nesta sexta-feira (16/07), o projeto Redação Nota 1000, uma ação cujo objetivo é ampliar as possibilidades para que os estudantes da rede estadual possam alcançar a nota mil na redação do Enem.

A Seduc, por meio do Canal Educação, realizará oficinas para a qualificação de professores de Língua Portuguesa, com foco na otimização do formato de ensino, visando maior desempenho dos alunos do  3ª série do Ensino Médio na elaboração de textos.

"Faremos o lançamento dessa nova ação na próxima sexta-feira (16), às 11h, com transmissão via Youtube do Canal Educação. Em seguida, às 14h, faremos a primeira oficina do projeto, voltada aos professores de Língua Portuguesa", explicou Wellington Soares, coordenador do PRÉ-Enem Seduc.

Todos os anos, os estudantes da rede estadual de ensino vêm alcançando excelentes notas na redação do Enem, com muitos chegando a 980 pontos. "A realização do projeto Redação Nota 1000 é intensificar o preparo desses alunos que farão o certame, começando pela capacitação do professor, que é responsável por  trabalhar com eles o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita. Vamos unir forças para dar mais condições de aprendizagem para os alunos alcançarem a nota 1000", explicou Viviane Carvalhedo, diretora da unidade de mediação tecnológica da Seduc.

Os professores participarão de capacitações mensais até o final do ano, as quais serão ministradas de forma virtual. Além disso, haverá o acompanhamento das equipes da Seduc durante o desenvolvimento do trabalho desses docentes com estudantes.

    Divulgação

 


Fonte: SEDUC
Comentar
Candidatos têm até às 23h59 · 14/07/2021 - 06h53

Inscrições para o Enem 2021 terminam nesta quarta-feira


Compartilhar Tweet 1



O prazo para fazer a inscrição no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021, termina nesta quarta-feira (14/07) às 23h59. Os candidatos devem acessar a Página do Participante e pagar a taxa de R$85 até a próxima segunda-feira (19/07). As informações são do R7.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) reforça o alerta para que os candidatos fiquem atentos ao horário e às regras dos correspondentes bancários.

Para fazer a inscrição, o candidato precisa criar o acesso com login único por meio do site do Governo Federal. O cadastro é necessário para acompanhar a inscrição na Página do Participante ou no aplicativo do Enem, bem como para consultar o local de provas e imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição.

Os pedido para o uso de nome social devem ser realizados de segunda-feira (19) a sexta-feira (23).  Na sexta-feira (23) também serão divulgados os resultados para as solicitações de atendimento especializado. A publicação é individual e será feita pela Página do Participante. Para os casos de indeferimento, o Inep abrirá o prazo de 26 a 30 de julho para interposição de recurso. O resultado dos pedidos será divulgado em 4 de agosto.

A aplicação do exame na versão impressa e digital irá ocorrer nos dias 21 e 28 de novembro. As duas versões terão as mesmas provas e com itens iguais. 

O Enem Digital é exclusivo para os estudantes que já concluíram o ensino médio ou que devem concluir em 2021. Os participantes na categoria treineiros devem fazer a versão impressa.

Ao todo, serão oferecidas 101.100 vagas nesta modalidade digital. É importante lembrar que o exame é aplicado nos locais de prova, não pode ser realizado em casa.

Como novidade para este ano, a versão digital terá recursos de acessibilidade para a realização do exame. Os participantes que tiverem pedido de atendimento aprovado pelo Inep poderão realizar, por exemplo, prova ampliada, super ampliada ou com contraste.

Ainda será permitido que os inscritos usem materiais próprios que auxiliem na realização da prova no computador, caso seja necessário. Tradutor-intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), tempo adicional e salas acessíveis também são recursos previstos no edital da modalidade digital.

Comentar
Inscrições terminam hoje · 14/07/2021 - 06h36

Saiba como criar login único para acesso ao Enem


Compartilhar Tweet 1



Os estudantes interessados em fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 precisam ter o login único de acesso aos serviços digitais do governo federal, no portal Gov.br. As inscrições para o exame podem ser realizadas até as 23h59 de quarta-feira (14), na Página do Participante.

A senha de acesso ao Gov.br é necessária para acompanhar a inscrição na Página do Participante ou no aplicativo do Enem, bem como para consultar o local de provas e imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição. Ela também será utilizada para conferir resultados individuais e para inscrição em programas de acesso à educação superior, de bolsa de estudos e de financiamento estudantil, entre outros programas do Ministério da Educação (MEC).

O cadastro no Gov.br pode ser realizado por meio do endereço acesso.gov.br, basta informar o número do CPF e confirmar os dados pessoais. Para ativar a conta, será enviado um código para o e-mail ou telefone celular, que deverá ser inserido no formulário. Após, o usuário poderá criar a senha de acesso e finalizar o cadastro.

Além das informações básicas do cidadão, é possível se cadastrar no Gov.br por meio do aplicativo Meu Gov.br com validação facial, de informações de bancos credenciados e de certificados digitais. Para cada tipo de cadastro, há um nível de confiabilidade que garante o controle de acesso a determinados serviços. Em caso de dúvidas, o portal possui uma página com todas as informações sobre a manutenção da conta.

Sobre o Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio foi instituído em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Em 2009, o exame aperfeiçoou sua metodologia e passou a ser utilizado como mecanismo de acesso à educação superior.

As notas do Enem podem ser usadas para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de ingresso em universidades públicas, e ao Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas de ensino superior. Elas também são aceitas em mais de 50 instituições de educação superior portuguesas.

Além disso, os participantes do Enem podem pleitear financiamento estudantil em programas do governo, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados do Enem possibilitam, ainda, o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Acontecerá de forma remota · 13/07/2021 - 17h13 | Última atualização em 13/07/2021 - 17h21

X Congresso Internacional de Línguas e Literatura prorroga prazo para submissão de trabalhos


Compartilhar Tweet 1



As submissões de trabalhos para os Anais do X Congresso Internacional de Línguas e Literatura foram prorrogadas até o dia 02 de agosto. O evento está sendo promovido pelo Núcleo de Estudos hispânicos da Universidade Estadual do Piauí e acontecerá de forma remota nos dias 25, 26 e 27 de agosto de 2021.

O objetivo central dessa ação é promover a discussão sobre as mais recentes inovações, tendências e preocupações no campo da literatura e linguística.

Os candidatos têm duas opções de modalidades de submissão: a modalidade “Pôster” e a modalidade Comunicação Oral. Nesse primeiro formato serão aceitos resumos expandidos com no mínimo 04 páginas e no máximo 06. Na segunda modalidade serão duas fases: na primeira o autor deverá submeter um resumo simples, contendo entre 250 e 500 palavras para ser avaliado e, após aprovação, o autor enviará o artigo completo até 20 de agosto de 2021.

conheça o site do evento e saiba mais detalhes

O congressista precisará encontrar o simpósio temático ideal para seu trabalho, entre os eixos disponibilizados, tais como temáticas que englobam a autobiografia, autoficção, literatura de testemunho, abordagem dos letramentos, literatura e história, variação linguística, além de um simpósio exclusivo em espanhol para trazer reflexões sobre as práticas docentes nas áreas de literatura, cultura e educação básica no Brasil e na América Latina de uma maneira geral.

As normas completas para submissão estão disponíveis no endereço eletrônico: www.congressolinguas.com.br. Para mais informações sobre o evento, acesse o site ou envie um e-mail para contato@congressolinguas.com.br.


Fonte: UESPI
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O professor Radamés de Mesquita Rogério, do curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus de Parnaíba, lançou o livro “A importância do ensino das Ciências Humanas: Sociologia, Filosofia, História e Geografia”.

A obra foi organizada em parceria com o professor Cristiano das Neves Bodart, no Encontro da Sociedade Brasileira de Sociologia.

De acordo com o docente Radamés de Mesquita Rogério, o livro traz um conjunto de reflexões e análises sobre a importância do ensino das disciplinas que compõem, no Ensino Médio, a área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas: Sociologia, Filosofia, História e Geografia.

“Compreendendo que há uma relação umbilical entre o Ensino Superior e o Ensino Básico, organizamos a obra de forma a mostrar a importância dessas disciplinas nos dois níveis de ensino. Ao longo de oito capítulos, dez pesquisadores especialistas em suas respectivas áreas realizam reflexões que se convertem em defesas teórica e empiricamente fundamentadas das referidas disciplinas”, destacou.

Para ter acesso ao livro entre no site da Editora Café com Sociologia.


Fonte: UESPI
Comentar