Dedicando esforços -

Lira faz campanha pelo WhatsApp para taxar compras de até US$ 50

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), está dedicando esforços pessoais para aprovar o fim da isenção da taxa de importação para compras internacionais online de até US$ 50. As informações são do Metrópoles.

Foto: Metrópoles (IGO ESTRELA/METRÓPOLES @igoestrela)Metrópoles (IGO ESTRELA/METRÓPOLES @igoestrela)

Nos últimos dias, Lira recebeu integrantes do setor varejista brasileiro e enviou pessoalmente um texto em defesa da medida no grupo de WhatsApp dos líderes partidários da Casa.

Segundo apurou a coluna, o presidente da Câmara recebeu membros da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e executivos de lojas de varejo, como a Renner.

Apesar da resistência tanto do governo quanto da oposição na Casa, Lira disse a deputados que pretende votar a proposta no plenário da Câmara ainda nesta terça-feira (28/5).

Para conseguir votar a proposta, Lira pediu, inclusive, que o início da sessão do Congresso Nacional marcada para esta terça fosse antecipado em uma hora.

Fim da isenção é “jabuti” em projeto

O fim da isenção foi incluído por aliados do presidente da Câmara como um “jabuti” em um projeto de lei que trata da criação do Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover).

Lira defende a medida como um gesto ao setor varejista brasileiro, que reclama enfrentar uma concorrência injusta com empresas estrangeiras, sobretudo as chinesas.

Em 19 de março, ele participou de um jantar com empresários do varejo organizado pela Frente Parlamentar do Empreendedorismo. Depois do evento, recebeu um pequeno grupo do setor na residência oficial.

De acordo com aliados do presidente da Câmara, teria sido nessas duas conversas com o setor varejista que surgiu a ideia de incluir o “jabuti” das compras internacionais no projeto do Mover.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco