Piauí em destaque · 03/09/2008 - 05h07

Jovem poeta piauiense lança livro na I Bienal de Brasília

Diego Mendes embarca hoje para a capital federal, onde a bienal acontece até domingo


Compartilhar Tweet 1



Um jovem parnaibano de apenas 18 anos é o representante piauiense na I Bienal Internacional de Brasília, evento considerado o templo da poesia contemporânea. Diego Mendes embarca hoje para a capital federal, onde a bienal acontece até o próximo domingo.

O evento reunirá as novas tendências da poesia contemporânea brasileira e internacional escrita, falada, cantada, visual, performática e digital, em diversos espaços culturais da cidade. Ao todo serão 36 poetas estrangeiros convidados e mais 50 brasileiros. O jovem poeta lança seu segundo livro, "Metafísica do Encanto".Entre tantos grandes "eu sou o menino da história", comenta, tímido, Diego, que faz o lançamento de sua obra, amanhã, 04, ao lado de nomes como Alice Ruiz, Afonso Romano de Sant'Anna, Reynaldo Jardim e Thiago de Melo. Diego Mendes terá seu livro apresentado pelo baiano José Carlos Capinan, sua maior influência.

Diego começou a escrever aos 14 anos e dois anos depois lançou seu primeiro livro: "Divagações". O prodígio é um dos poetas mais jovens a serem convidados para IBbienal Internacional de Brasília. Segundo o ator Tarcísio Prado: "Diego é a maior revelação da poesia piauiense dos últimos dez anos: ele é rico, clássico, apurado". "Ele é um criador de palavras e esse é um dos detalhes que o faz genial", complementa Tarcísio.

Diego diz que mistura poesia grega e romântica no seu novo livro, mas ao analisar a obra logo percebe-se o português arcaico, rebuscado e inspirado. A antiguidade grega da construção formal e fechada se mescla à pós-modernidade do Neo-Concretismo, no qual a liberdade da forma deixa mais livre a imaginação do leitor. Na ultima parte do livro, ele volta no tempo, ao século XIX, aos devaneios, entregas e encantos dos românticos, sem deixar de ser contemporâneo.

O jovem poeta é estudante de Direito, em Parnaíba. Pretende ser diplomata. E é na Bienal que vai ter sua primeira experiência como tal. Ele vai representar o Brasil em uma audiência magna, no dia 6, em um encontro com diplomatas e representantes de outros países.

A Bienal nasce em ano pródigo, quando Brasília conquista o título de Capital Americana da Cultura. Mais: tem a sorte de somar-se em parceria à 27ª Feira do Livro de Brasília e ao Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília, uma vez que coincidem no período de realização e somam-se na agenda interartística de cada um.

O livro "Metafísica do Encontro", de Diego Mendes, vai ser lançado em Parnaíba no dia 27 de setembro, na Associação do Comércio, no Porto das Barcas, e logo depois em Teresina, em evento ainda sem data nem local definidos. O autor espera que seja na Academia Piauiense de Letras ou no Mercado do Mafuá, no Espaço Cultural São Francisco.


Fonte: Diário Do Povo