Obras feitas com dedicação · 29/11/2012 - 16h31

Dois livros inéditos de Torquato Neto são lançados

Alguns destes poemas foram feitos quando o poeta não tinha mais que 16 anos


Compartilhar Tweet 1



Aqueles que acham a obra de Torquato Neto efêmera, meteórica, pequena, e que seu único livro é póstumo, agora vão ter razões definitivas para se sentir equivocados.

Dois livros inéditos de Torquato serão lançados, hoje, quinta-feira, 29, no Espaço Êpa, do publicitário George Mendes, a partir das 7 horas da noite. São livros que reúnem poemas que Torquato escreveu de 1961 a 1964, bem antes do período tropicalista que o consagrou nacionalmente.

"O Fato e A Coisa" é um li-vro que o poeta deixou revisado, organizado e com uma disposição bem definida da se-quência dos poemas; o outro, "Juvenílias", trata-se da organização dos primeiros poemas de Torquato, feita por George e alguns organizadores convidados, como Dina e Lucas Falcão, os poetas Thiago E. e Dur-valino Filho; a capa e a programação visual dos dois volumes são de Antônio Amaral; arte final de Pedrinho Lima.

Alguns destes poemas foram feitos quando o poeta não tinha mais que 16 anos. Poemas surpreendentes, que mostram um poeta já familiarizado com temas recorrentes da poesia contemporânea, como o amor, o sexo, a morte, a angústia da existência e as dúvidas profundas do fazer poético.

No prefácio que escreveu para Juvenílias, o jornalista Paulo José Cunha declara: "É fundamental a publicação de tudo o que um artista produziu em vida, mesmo que não tenha autorizado sua publicação. É o que acontece com essas Juvenílias, que chegam a público 40 anos depois da morte de seu autor."

Esta é, sem dúvida, uma boa notícia para os admiradores do poeta, que agora têm a agradável surpresa de saber que sua obra não se limita às suas célebres canções ou a seu único livro, "Os Últimos Dias de Paupéria". Uma carga inédita de boa lírica aguarda os leitores da atualidade, como este poema:

"Escuta. / Venho deixar nas tuas mãos - molhado e tonto - / Todas as rosas colhidas / Em parte alguma / Nesta minha vida. / Venho entregar-te as rosas redobradas / Em forma de amor. Venho deixar nas tuas mãos / As minhas mãos vazias de matéria / E cheias / Infinitamente cheias de ternura."

Lançamento dos livros "Juvenílias" e "O Fato e A Coisa", do poeta piauiense TORQUATO NETO. No Espaço ÊPA!, na Avenida Anfrísio Lobão, 1200-Jóquei, a partir das 19 horas.


Fonte: Com Informações Do Diário Do Povo