Subnotificação de casos cresce · 08/01/2022 - 10h30

Distribuição de testes para Covid cai 52% enquanto Ômicron avança


Compartilhar Tweet 1



No momento em que começou a avançar no país a variante Ômicron da Covid-19, o Ministério da Saúde reduziu em 52% o total de testes distribuídos para detectar a doença. As informações são do Metrópoles.

O volume passou de 5,7 milhões de unidades em novembro para 2,7 milhões em dezembro. A cepa foi identificada no Brasil pela primeira vez em 30 de novembro de 2021.

O total de insumos enviados aos estados e municípios no último mês do ano passado foi o menor desde agosto, quando foram entregues às secretarias de Saúde 791 mil unidades.

Especialistas entrevistados pelo Metrópoles alertam para a consequência da redução: quando a testagem cai, a subnotificação de casos cresce. Dessa forma, o Brasil, que sempre testou muito pouco para a doença, dispõe de dados menos condizentes com a realidade para lidar com a disseminação do vírus.

No balanço anual, contudo, o volume de testes distribuídos aumentou de 20 milhões em 2020, para 36 milhões no ano passado. Desde o início da pandemia, o governo gastou R$ 1,6 bilhão com a compra do insumo.

Os dados foram analisados pelo Metrópoles, com base em material publicado pelo LocalizaSUS, plataforma de prestação de contas do Ministério da Saúde referente à pandemia, e consideram informações disponibilizadas até sexta-feira (07/01).

Comentários