Devido atraso de salário · 04/01/2018 - 14h10

Servidores de Cocal de Telha discutem possibilidade de paralisação da atividades


Compartilhar Tweet 1



Uma assembleia geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDSERM) de Cocal de Telha acontecerá na próxima sexta-feira (05/01) e pretende firmar com os trabalhadores um indicativo de paralisação no município. 

De acordo com Raimundo Nonato, presidente do Sindicato, há casos de servidores que há dois meses não recebem salário, más condições de trabalho, falta do pagamento do 13ª salário, do 1/3 de férias e baixa qualidade na merenda escolar. 

“Tem uma grande chance de sair um indicativo de greve. Os servidores estão muito revoltados com a situação. Salários atrasos, não foi pago o 13º nem 1/3 de férias e as más condições de trabalho que estão demais”, aponta. Raimundo Nonato explica que os servidores da educação ameaçam não começar o período letivo na data prevista. 

(Equipe de Municípios)


Fonte: Campo Maior em Foco

Comentários