Veja os longas que concorrem · 06/12/2018 - 15h27

Globo de Ouro 2019: Surpresas e esnobados na lista de indicados


Compartilhar Tweet 1



Foi divulgada nesta quinta-feira (06/12) uma das listas mais aguardadas, polêmicas e queridas da temporada de premiações: a do 76º Globo de Ouro. Englobando categorias de filmes e séries, a Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood (HFPA) liberou os indicados - como você confere aqui - mas também deixou de lado alguns favoritos.

O Adoro Cinema pontuou as maiores surpresas nas indicações e, principalmente, os esnobados. Confira abaixo.

ESNOBADOS

O Primeiro Homem: Um dos favoritos, O Primeiro Homem, foi quase completamente esnobado. Fora Claire Foy merecidamente indicada como Melhor Atriz Coadjuvante e a lembrança na categoria de Melhor Trilha Original, a HFPA ignorou a produção nas categorias de Melhor Diretor para Damien Chazelle, Melhor Ator para Ryan Gosling e, inclusive, Melhor Filme.

First Reformed: Um dos filmes cotados para a temporada de premiação, First Reformed, foi completamente ignorado. Nem mesmo seus protagonistas Ethan Hawke e Amanda Seyfried receberam indicações.

Um Lugar Silencioso: Apesar de ter sido elogiadíssimo, Um Lugar Silencioso, dirigido e estrelado por John Krasinski não conseguiu mais do que uma indicação na categoria de Melhor Trilha Sonora Original.

O Grinch: Já a categoria de Melhor Animação contou com indicados já esperados, mas um vez falta. O Grinch. A nova versão do ser verde que quer roubar o Natal foi esnobado.

Natalie Portman: Não deu! Os elogios que Natalie Portman recebeu por sua atuação em Vox Lux não foram suficientes para garantir uma indicação para a atriz. E olha que tem quem compare sua performance a de Cisne Negro, que lhe garantiu um Oscar...

Emma Stone: Apesar de ter recebido indicação de Melhor Atriz Coadjuvante por A Favorita, a ganhadora do Oscar Emma Stone não foi lembrada por seu protagonismo na série da Netflix, Maniac. Tanto a série quanto a atriz foram esnobadas.

Chadwick Boseman: Enquanto foi uma surpresa (esperada mas ainda assim alegre) a indicação de Pantera Negra na categoria de Melhor Filme, quem ficou de fora foi seu elogiado protagonista Chadwick Boseman.

Toni Collette: Hereditário fez grandes números nas bilheterias e recebeu elogios da crítica, entretanto, não entrou na lista de indicações. Nem mesmo sua talentosa protagonista Toni Collette conseguiu seu espaço ao sol.

Viggo Mortensen: Green Book - O Guia foi um dos mais indicados desse ano, sendo lembrado em cinco categorias. Entretanto, a elogiada e merecida atuação de Viggo Mortensen foi completamente esnobada pela HFPA.

Sam Elliot: Nasce uma Estrela recebeu cinco indicações, mas a HFPA deixou de homenagear Sam Elliot. O ator brilhou em sua participação no filme, porém, foi esnobado.

Barry Jenkins: Se a Rua Beale Falasse foi lembrado em três categorias - Melhor Drama, Melhor Atriz Coadjuvante para Regina King e Melhor Roteiro para Barry Jenkins. Entretanto, o cineasta foi esnobado e esquecido justamente na categoria de Melhor Diretor. Ficou feio...

Kathryn Hahn: A Private Life fez um burburinho na Netflix e a atuação de Kathryn Hahn foi elogiada. Entretanto, a atriz não foi lembrada na lista de indicações.

Yalizta Aparicio: O elogiado Roma foi indicado às categorias de Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Diretor e Melhor Roteiro, entretanto, não foi lembrado para Melhor Atriz para Yalizta Aparicio.

Eliza Scanlen: Sharp Objects recebeu três indicações, mas esnobou o belo trabalho da novata Eliza Scanlen, intérprete de Amma Crellin na série.

The Handmaid's Tale: Elisabeth Moss, vencedora do prêmio de Melhor Atriz em 2018, mais uma vez recebeu uma indicação para a segunda temporada da aclamada série de drama. Entretanto, a produção, que ganhara o prêmio de Melhor Drama este ano, foi esnobado.

Atlanta: Donald Glover foi merecidamente indicado como Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical por Atlanta, mas a segunda temporada da elogiada produção não foi lembrada na categoria de Melhor Série.

O Conto: O elogiado filme estrelado por Laura Dern poderia ter concorrido na categoria de Melhor Série Limitada ou Telefilme, mas foi completamente esnobado. Nem mesmo sua protagonista foi lembrada...

Jodie Comer: Killing Eve, estrelada por Sandra Oh - que vai apresentar a cerimônia do Globo de Ouro ao lado de Andy Samberg -, recebeu merecidas indicações às categorias de Melhor Série Drama e Melhor Atriz em Série Drama. Entretanto, Jodie Corner, que coestrela a produção ao lado de Oh, foi esnobada.

GLOW: A aclamada produção original da Netflix, GLOW, recebeu apenas uma indicação, para Alison Brie como Melhor Atriz em Série de Comédia. Entretanto, a própria série foi esnobada, assim como Betty Gilpin.

Al Pacino: Só o fato de um grande nome como Al Pacino ter estrelado um filme para a televisão já faria com que Paterno fosse lembrado na lista de indicações. Mas o talentoso ator foi esnobado.

SURPRESAS

Pantera Negra: Para a alegria dos fãs de super-heróis e quadrinhos, Pantera Negra não uma, mas três indicações! O elogiado filme fugiu dos preconceito contra longas de heróis e garantiu a lembrança como Melhor Filme, Canção Original e Trilha Sonora.

Bohemian Rhapsody: Os louros vieram para aquele conhecido como "o filme do Freddy Mercury" e o "filme do Queen". Surpreendentemente, a produção abocanhou não só a esperada indicação para Rami Malek como Melhor Ator de Drama, como também a chocante (e alegre!) de Melhor Drama.

Vice: Vice já estava entre nossas apostas para a temporada de premiações. Ainda assim, é surpreendente que o filme estrelado por Christian Bale e Amy Adams tenha sido o mais indicado no Globo de Ouro 2019, para seis categorias.

Rosamund Pike: Ninguém esperava que isso fosse acontecer, mas foi uma alegria ver Rosamund Pike indicada como Melhor Atriz de Drama para A Private War.

John C. Reilly: O mesmo aconteceu para John C. Reilly. Foi uma grata surpresa vê-lo notado na categoria de Melhor Ator para Comédia ou Musical por sua performance em Stan & Ollie.

Lucas Hedges: Apesar de O Retorno de Ben não ter chamado muita atenção da crítica, o jovem e talentoso Lucas Hedges mais uma vez foi lembrado na categoria de Melhor Ator de Drama.

Nicole Kidman: Outra (grata) surpresa foi a indicação de Nicole Kidman por O Peso do Passado. A atriz veterana provando mais uma vez que sabe fazer drama e chamar a atenção da HFPA.

O Guarda-Costas: A popular série britânica estrelada por Richard Madden e Keeley Hawes foi outra surpresa da lista de indicações. A produção, que foi um grande sucesso na BBC e expandiu seu alcance quando a Netflix a comprou, garantiu não só indicação de Melhor Série Drama como também Melhor Ator de Série Drama para Madden.

Sacha Baron Cohen: A série Who Is America passou por diversas polêmicas, incluindo muitos entrevistados da produção alegando que foram enganados pelo criador e ator Sacha Baron Cohen, que fingia ser seus personagens, e não revelava que se tratava de algo ficcional. Assim, é surpreendente que Baron-Cohen tenha sido indicado na categoria de Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical.

O Método Kominsky: A nova produção de Chuck Lorre, estrelada por — Alan Arkin e Michael Douglas, garantiu uma indicação para este segundo. Por mais que seja um ator veterano e talentoso, é surpreendente.

Comentários