Muitas irregularidades · 13/05/2022 - 08h50

Teresa Britto retoma as fiscalizações nos hospitais públicos do Estado


Compartilhar Tweet 1



A deputada estadual Teresa Britto (PV) disse que apesar do seu partido fazer parte da federação entre o PT, PC do B e PV, o seu trabalho de fiscalização dos hospitais e escolas vai continuar do mesmo jeito que vinha ocorrendo antes. Nesta quinta-feira (12/05) mesmo ela deve ir a Picos para fiscalizar o Hospital Regional Justino Luz, segundo disse a uma emissora de TV local. “Já fiscalizei alguns hospitais aqui em Teresina. O nosso trabalho continua e aqui na Assembleia o que é bom a gente aprova e o que eu acho que não é a gente questiona”, afirmou.

No sábado passado, a deputada esteve no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, em São Raimundo Ferraz, fazendo uma inspeção que durou cinco horas. Ela relatou que em 2019, noutra fiscalização, havia encontrado muitas irregularidades, mas agora pôde observar avanços significativos.

“Com os recursos que vieram para o combate à covid foi possível instalar uma UTI geral com 10 leitos, implantar o atendimento geral 24 horas, contratar pediatras e cirurgiões, adquirir medicamentos e novos medicamentos. Hoje tem cirurgia com aparelhos de vídeo. Posso dizer que melhorou 70%”, avaliou ela.

Mesmo assim, Teresa Britto acha que é preciso ampliar o refeitório, construir mais uma sala de cirurgia, contratar mais enfermeiros obstetras para acompanhar os trabalhos de atendimento às parturientes, fazer uma enfermaria pediátrica e ampliar o espaço da cozinha.

‘É preciso também aumentar os recursos financeiros, pois o Regional recebe apenas R$ 100 mil para fazer pequenos serviços, reparos e comprar alimentos para o Hospital e para a Unidade de Pronto Atendimento. Isso é muito pouco. A gestão financeira fica toda centralizada em Teresina”, cobrou.

Outro ponto positivo lembrado por Teresa Britto é o atendimento aos pacientes renais crônicos que precisavam viajar 200 quilômetros para fazer hemodiálise e agora terão o serviço sendo prestado em São Raimundo Nonato, através de um convênio que está sendo firmado pelo Estado com duas clínicas particulares. “Melhorou, mas vamos continuar cobrando”, finalizou.

PostMídia: (86) 9 9800-9535


Fonte: ALEPI

Comentários