Pelas estradas de SP -

Réu por motociata com Bolsonaro agora faz campanha para Boulos em SP

Acusado criminalmente por participar de uma motociata com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) durante a pandemia, Jackson Vilar resolveu agora colar de vez no petismo mirando uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo.

No WhatsApp, ele exibe uma foto com a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann. Nas redes sociais, expõe um capacete de motoqueiro feito para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em um último movimento, declarou recentemente apoio ao deputado federal Guilherme Boulos (PSol), na disputa pela Prefeitura de São Paulo.

Vilar ficou conhecido por idealizar o “Acelera para Cristo”, evento que reunia motoqueiros para passear com o ex-presidente Jair Bolsonaro nas estradas de São Paulo, em meio à pandemia da Covid. Em razão desses eventos, ele virou alvo do Ministério Público de São Paulo (MPSP).

Atualmente, ele responde a duas ações. Em uma delas, é réu pelo crime de violação à medida sanitária preventiva em razão da motociata de 2021. Por causa do mesmo evento, em outra ação, o MPSP cobra dele R$ 227 mil em multa — ex-assessores e ex-ministros de Bolsonaro também são alvos do mesmo processo. Nenhum deles foi julgado ainda

 

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco