Renovação digital no Estado -

Rafael Fonteles apresenta potencialidades da instalação de escritórios do Piauí na Europa

O governador Rafael Fonteles e uma comitiva do Governo do Estado viajam para a Europa, no dia 31 de março. Durante a viagem será realizada a inauguração dos escritórios da Investe Piauí, em Portugal e na Estônia.

O objetivo dos escritórios é aproximar o Estado de países tecnologicamente avançados e atrair investimentos estratégicos. Além disso, o governador Rafael Fonteles pretende transformar o Piauí no Estado mais digital do Brasil, tomando por base o modelo adotado na Estônia.

Foto: AscomRafael Fonteles
Rafael Fonteles apresenta potencialidades da instalação de escritórios do Piauí na Europa

Na Estônia, a Investe Piauí terá a missão de apresentar à comitiva piauiense experiências bem sucedidas desenvolvidas no país, em diferentes áreas, e que podem ser trazidas para o estado. Para tanto, a comitiva fará visitas nas áreas da saúde, desenvolvimento social, educação, segurança pública e tecnologia. Estão previstas a visita a um orfanato, a um hospital, bem como a iniciativas do sistema educacional estoniano e da segurança do país. A comitiva também deve visitar o ecossistema de inovação onde entenderão o funcionamento do Programa de Cidadania Digital, ecossistema de startups.

“A Estônia fazia parte da União Soviética e teve que se reinventar após o fim desse regime. Eles resetaram toda a legislação, tiveram dificuldades, mas deram o ‘pulo do tigre’, transformando o país por meio da tecnologia. A missão na Estônia tem como objetivo sacramentar a aproximação entre os dois territórios. Vai dar um norte para a transformação digital do Estado do Piauí ”, explica o diretor de Inovação da Investe Piauí, Christian Paz, que ainda ressalta que a Estônia é um dos países mais digitais do mundo, com 99% dos serviços públicos prestados por meio da internet.

Em Talim, capital da Estônia, será realizada ainda o lançamento do portal Startup Piauí, uma ação da Investe Piauí para divulgar o potencial do Estado, atrair talentos e pessoas que queiram trabalhar aqui de forma remota, os chamados nômades digitais.

“O trabalho remoto é uma cultura que está ganhando força em muitos lugares e setores, principalmente, por conta do período pandêmico que vivemos recentemente. Então, queremos estimular profissionais que trabalham de forma remota a vir para o Piauí, que além de belezas naturais pode também ofertar infraestrutura adequada e assim causar um impacto social. Esse é um dos objetivos do nosso programa: associar o turismo ao trabalho remoto para que os ‘nômades’ tenham condições de exercer a sua atividade por um certo período e ajudar nesse desenvolvimento regional”, finalizou o diretor.

Piauí – Estônia
A relação Piauí e Estônia começou ainda no governo Wellington Dias com o então secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, que incumbiu a Investe Piauí de buscar as melhores referências mundiais nas mais diversas áreas, no qual o Governo tivesse oportunidade de desenvolvimento digital.

O papel da Investe Piauí é apresentar oportunidades para diferentes áreas do governo e possíveis soluções. Mostrar o que a Estônia fez de diferente nas mais diversas frentes.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco