Crime ocorreu em 2022 -

Policial penal que matou petista em festa vai a júri nesta quinta-feira

O júri popular do ex-policial penal bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho, acusado de matar Marcelo Arruda, ex-tesoureiro do PT de Foz do Iguaçu, no Paraná, acontece nesta quinta-feira (04/04). O julgamento, que estava inicialmente agendado para 7 de dezembro de 2023, foi adiado para esta nova data. As informações são do Metrópoles.

Foto: Reprodução/ Redessocias Jorge José da Rocha Guaranho
Guaranho

Marcelo comemorava o aniversário de 50 anos quando foi morto a tiros por Jorge Guaranho na festa que tinha como tema o presidente Lula (PT). O crime ocorreu em 9 de julho de 2022 e, para o Ministério Público do Paraná (MP-PR), teve motivação política. Advogado do ex-policial penal, Samir Mattar Assad alega que o crime não aconteceu com motivação política e que o réu agiu em legítima defesa.

Foto: Reprodução/ Redessociais Marcelo Arruda
Marcelo Arruda

Guaranho foi denunciado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e perigo comum.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco