Coordenou a aliança por 1 ano -

Michelle Bolsonaro se reúne com primeiras-damas de países da América Latina e Caribe em Nova York

A primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, participou, na terça-feira (20/09), em Nova York, da reunião da Aliança de Cônjuges de Chefes de Estado e Representantes da América Latina e Caribe (ALMA). O evento com as primeiras-damas foi organizado paralelamente à 77ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), realizada na sede da organização, em Nova York, onde o presidente Jair Bolsonaro discursou nesta terça-feira, na abertura do encontro.

Foto: Foto Anderson Riedel.PR

Michelle Bolsonaro coordenou a aliança pelo período de um ano e, nesta terça-feira, passou a liderança do colegiado para Signe Zeikate, primeira-dama da Costa Rica. O principal tema debatido nesta reunião da ALMA, realizada no Consulado-Geral do Brasil em Nova York, foi acessibilidade e inclusão.

A representante do Brasil abriu a sessão destacando as ações que foram realizadas durante o governo do presidente Jair Bolsonaro. Segundo Michelle Bolsonaro, o avanço dos projetos de acessibilidade social no país no último ano foi significativo e resultou em muito crescimento e aprendizado.  

“Descobri com elas uma resiliência e fé que são exemplos de vida. Muitas vezes, parece ser uma força super-humana. E foi por eles e por todos que algum dia se sentiram esquecidos, que, ao me tornar primeira-dama, quis trabalhar para dar voz aos que não tinham”, afirmou Michelle Bolsonaro.

Osecretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Brasil, Claudio Panoeiro,participou do encontro e reforçou os avanços do país nas questões relacionadas à acessibilidade social. Em seguida, as demais primeiras-damas também atualizaram os dados e avanços obtidos em seus respectivos países.

ALMA
Idealizada por Silvana Abdo, primeira-dama do Paraguai, a ALMA atualmente reúne representantes de nove países – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Honduras, Panamá, Paraguai e República Dominicana.

Integram a ALMA as seguintes primeiras-damas:
Sra. Andrea Yañez –Argentina

Sra. Michelle Bolsonaro – Brasil

Sra. Irina Karamanos – Chile

Sra. Signe Zeikate –Costa Rica

Sra. María de Lourdes Alcívar – Equador

Yasmin Colon de Cortizo – Panamá

Silvana Abdo – Paraguai

Lilia Paredes – Peru

Raquel Arbaje de Abinader – República Dominicana

A aliança tem como objetivo compartilhar projetos emblemáticos dos seus países-membros em torno de ações articuladas que visam o bem-estar e a proteção social de grupos em situação de vulnerabilidade e historicamente marcados pelo estigma da exclusão.

A primeira-dama brasileira tomou posse por videoconferência em setembro de 2021. Na época, Michelle Bolsonaro destacou o compromisso firmado em agosto de 2019 pela ALMA, quando o grupo foi consolidado, com as diretrizes de prestar apoio às entidades dos nove países em diversas áreas.

Saúde e bem-estar; educação; empoderamento econômico e social das mulheres; cultura da paz; assistência às vítimas de desastres; desenvolvimento de comunidades inclusivas, seguras, livres de todo o tipo de violência, resilientes e sustentáveis; inclusão e igualdade; e alianças com organismos internacionais fazem parte dos pontos de atenção da ALMA.

As integrantes da ALMAcompartilham valores e princípios comuns, bem como o desejo de viabilizar melhores condições de vida aos cidadãos da região, por meio da junção de forças e do intercâmbio de experiências e boas práticas na formulação e execução de políticas sociais eficazes.

Em junho deste ano, durante encontro da ALMA realizado em Los Angeles, Michelle Bolsonaro recebeu a primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden, além das primeiras-damas do Suriname, da Costa Rica, do Peru e do Equador.

Na reunião, que também teve a participação, como observadores, de representantes da América do Norte e do Caribe, Michelle Bolsonaro compartilhou com os participantes diversos projetos desenvolvidos no Brasil.

“Nosso papel de primeira-dama nunca foi definido pelos livros de história. Estamos todas desenvolvendo nossas metas à medida que lidamos com as novidades de nossa posição. Somos mães, mulheres, filhas, irmãs, avós. Cuidamos de nossas casas, de nossos maridos e de nosso povo com o mesmo amor e dedicação”, ressaltouMichelle Bolsonaro.

Fonte: Secretaria Especial de Comunicação Social - Governo Federal

Comentários