Após 29 de setembro -

Lula deve deixar definição da PGR para depois da cirurgia

O presidente Lula indicou a auxiliares que só deve bater o martelo sobre quem indicará para a Procuradoria-Geral da República (PGR) após a cirurgia que fará no quadril. Segundo auxiliares presidenciais, antes de anunciar sua escolha, Lula pretende conversar não só com outros subprocuradores cotados, como com aliados do mundo jurídico. As informações são do Metrópoles.

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Nesse cenário, a avaliação é de que não haverá tempo hábil para fazer a indicação antes de sua cirurgia, que está marcada para a próxima sexta-feira, dia 29 de setembro, em Brasília.

Se confirmada a sinalização de Lula, o petista não indicará o substituto de Augusto Aras antes do término do mandato do atual procurador-geral da República, em 26 de setembro.

Enquanto Lula não indicar o substituto e o Senado aprovar a indicação, a subprocuradora Elizeta Ramos assumirá a chefia da PGR interinamente.

Lula pede novas sugestões para PGR

Até a semana passada, os subprocuradores Paulo Gonet e Antônio Carlos Bigonha eram considerados os favoritos para a vaga. Os dois, inclusive, foram recebidos pelo presidente no Palácio do Planalto.

Lula, no entanto, disse a auxiliares não ter saído satisfeito da conversa e pediu a auxiliares que o trouxessem novas sugestões de subprocuradores para a sucessão de Aras.

Entre os novos nomes sugeridos ao petista, estão os subprocuradores Luiz Augusto dos Santos Lima, Aurélio Rios e Carlos Frederico Santos, os quais devem ser recebidos pelo presidente nos próximos dias.

Comentários

Trabalhe Conosco