Com foco em questões sanitárias -

Brasil e Japão fortalecem parceria para expansão do agronegócio e abertura de novos mercados

Entre os dias (21/5 e 25/5), uma delegação do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) esteve em missão oficial no Japão, visando fortalecer as relações bilaterais e promover as exportações brasileiras. A agenda incluiu reuniões de alto nível e eventos de promoção comercial, com foco em questões sanitárias e fitossanitárias e na exploração de novas oportunidades de cooperação.

As atividades começaram em Tóquio com o encontro governamental preparatório para o “Diálogo Brasil-Japão em Alimentos e Agricultura” junto ao Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão (MAFF). Durante o diálogo, foram discutidos temas como segurança alimentar e cooperação tecnológica, reforçando a parceria estratégica entre os países. Este fórum, que teve sua última edição em 2019, será retomado no Brasil ainda este ano.

Foto: Reprodução/Agência Gov.

A delegação brasileira, composta por líderes do Mapa, Ministério das Relações Exteriores, associações do setor e empresários, também se reuniu na Embaixada do Brasil em Tóquio. No encontro, que contou com 60 representantes de ambos os países, foram destacadas as oportunidades de exportação de carne bovina e suína, produtos beneficiados pelo recente status do Brasil como país livre de aftosa sem vacinação.

Além das carnes, foram exploradas possibilidades de mercado para óleos, gorduras, farinhas e hemoderivados de origem animal, abacate, melão e outros produtos do agronegócio brasileiro. A missão incluiu visitas técnicas a campos de arroz e centros de pesquisa, sublinhando o compromisso com a inovação e a pesquisa.

Em 2023, as exportações agropecuárias brasileiras para o Japão somaram US$ 4,1 bilhões, com milho, carne de frango, café, soja e farelo de soja representando 70% do total. O Japão, quarto maior importador de alimentos do mundo, tem o Brasil como um de seus principais fornecedores.

Um dos destaques da missão foi o avanço nas negociações do Programa Nacional de Conversão de Pastagens Degradadas (PNCPD), com apoio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA). Este programa visa recuperar 40 milhões de hectares de pastagens nos próximos dez anos, dobrando a área de produção de alimentos no Brasil sem desmatamento.

O secretário de Comércio e Relações Internacionais, Roberto Perosa, destacou a importância da missão: “As discussões sobre segurança alimentar, cooperação tecnológica e a abertura de novos mercados reforçam nosso compromisso com a inovação e a sustentabilidade. A colaboração com a JICA no PNCPD é um exemplo claro de como a parceria internacional pode impulsionar o desenvolvimento do agro brasileiro, beneficiando produtores e consumidores de ambos os países”.

Fonte: Reprodução/Agência Gov

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco