Demonstrou indignação -

Bolsonaro teria se irritado com presidente de Portugal por encontro com Lula

Jair Bolsonaro admitiu sua irritação com o encontro entre o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, e Lula, então pré-candidato à Presidência, em 3 de julho de 2022. O ex-presidente manifestou sua indignação durante uma reunião com a cúpula de seu governo em 5 de julho daquele ano. As informações são do Metrópoles

Foto: reprodução

Após tomar conhecimento da reunião entre Rebelo e Lula, Bolsonaro desmarcou o encontro com o presidente português, que estava programado para o dia 4 de julho.

Durante a reunião, gravada pelo ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cid, e encontrada pela Polícia Federal em maio de 2023, Bolsonaro cobrou de seus ministros a disseminação de informações falsas sobre Lula e o processo eleitoral de 2022.

A gravação da reunião foi utilizada como argumento na operação Tempus Veritatis, deflagrada pela Polícia Federal em 8 de fevereiro, que investiga o planejamento de um suposto golpe de Estado após as eleições de 2022.

A operação resultou no cumprimento de 33 mandados de busca e apreensão, quatro de prisão preventiva e 48 medidas cautelares, incluindo proibição de contato com os demais investigados, proibição de saída do país, entrega dos passaportes e suspensão do exercício de funções públicas.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco