Ensaio especial para o 180 · 15/01/2015 - 20h11 | Última atualização em 17/01/2015 - 15h40

Musa da avenida: Rainha da Skindô fala da preparação para o Carnaval

Musa da avenida: Rainha da Skindô fala da preparação para o Carnaval


Compartilhar Tweet 1



O carnaval está se aproximando, e as rainhas de bateria das escolas de samba de Teresina, estão correndo para manter boa forma e não fazer feio na avenida. Durante os desfiles do carnaval marcados para acontecer no dia 17 de fevereiro a partir das 18h na Avenida Marechal Castelo Branco, todos os holofotes estarão voltados para elas que são representantes das escolas e que cadenciam as baterias. Todas prometem arrancar suspiros e arrasar em trajes mínimos, cheio de brilho e glamour.

A reportagem do 180 começa hoje um especial para apresentar as rainhas de baterias do carnaval das agremiações da capital. A primeira entrevistada é Cleide Fernando Lima, 30 anos, rainha escola de samba Skindô. Cleide é estudante do curso de Educação Física, Trabalha como professora de dança e atriz, e já tem em sua carreira títulos como Rainha do Carnaval e Rainha dos Artistas. Com muita simpatia, alto astral ela contou sobre sua experiência inesquecível de rainha de bateria e símbolo do samba.

“Esse sonho já vem de muito tempo atrás, é uma arte que faço com prazer, amo dançar, não danço pra aparecer na mídia, mas sim por amor. Ao ouvir o som da bateria me sinto realizada e livre, e pra mim é uma responsabilidade muito grande”, revelou ela.

INSPIRAÇÃO
“Eu sempre assistia os desfiles das escolas de samba de São Paulo e do Rio de Janeiro, ficava fascinada ao ver as rainhas de bateria na avenida, com aquele brilho, aquela alegria, amava tudo aquilo e amo carnaval”.

EXPERIÊNCIA
“Já fui rainha do carnaval, rainha dos artistas, essa é a segunda vez que represento a Skindô, e como muito orgulho desfilo na escola, amo a Skindô, onde eu for eu visto a camisa e levo no coração”.

PREPARAÇÃO
“Como eu já ministro aulas de danças, isso já facilita a questão da minha postura, presença de palco e da minha expressão corporal. Só que agora eu estou praticando Pilates e esta ajudando a preparar meu corpo”.

CARNAVAL
“Carnaval é uma cultura que não pode acabar, tem pessoas que vão pra outras cidades em procura de diversão e esquecem que aqui tem o melhor do carnaval. Termos desfiles de escolas de samba, pessoa eu passam meses ensaiando pra fazer bonito lá, tem costureiras que passam o dia costurado para deixa cada integrante lindo, fora os presidentes que lutam com unhas e dentes para defender o carnaval”.

FAMÍLIA
“Minha família me apoia muito, tem orgulho de cada passo que eu dou, sempre que podem eles estão sempre comigo”.

DIFICULDADE
“Acredito muito no meu profissionalismo, não preciso ficar me preocupando com certas coisas, pois eu dou aula pra crianças, idosos, e pra eles sou como uma Madonna da vida. Mas sempre tem as criticas e preconceito, mas é tão bom ver meus alunos me verem aparecendo na TV, revistas, ele falam 'meu Deus é a professora...', ou 'nossa é a professora', a dança como já faz parte da minha vida, me favorece como pessoa e como artista”.

RAINHA
"Para ser rainha da bateria a mulher tem que ter uma postura, ela não pode estar em qualquer lugar, ela tem de vestir a camisa, ela tem que convidar as pessoas, falar bem da escola, e principalmente saber o enredo da escola, tem que esta sempre nos ensaios e eventos da escola".

SONHO
"Tenho um sonho de desfilar na escola de samba Unidos de Vila Isabel do Rio de Janeiro".

REPÓRTER: Maycon Carlos
FOTOGRAFIA: Ricardo Caetano