Informação de forma diferente · 13/06/2022 - 08h38 | Última atualização em 13/06/2022 - 08h48

Juíza Keylla Ranyere lança cordel sobre violência contra mulher


Compartilhar Tweet 1



A juíza Keylla Ranyere, coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJPI, faz, em cordel lançada no SaLiPi, uma importante indagação sobre o que cada instituição e cada pessoa está fazendo nesta luta contra a violência doméstica e familiar contra a mulher.

    TJ-PI

A iniciativa da magistrada é mais uma ação da Coordenadoria, que de forma integrada com outras instituições, tem trabalhado neste combate diário. Keylla Ranyere explica que o cordel é uma linguagem popular, abrangente e visa levar informações sobre o combate à violência contra a mulher de uma forma diferente, em forma de poesia, de modo a tirar um pouco o peso deste tema.

    TJ-PI

“Buscamos ampliar o compartilhamento destas informações com este intuito de tornar o Tribunal mais próximo de toda a sociedade de modo que cada mulher possa se sentir segura e confiante para denunciar seu agressor, pois sabe que o Judiciário está empenhado em punir quem pratica crimes contra a mulher. O cordel, portanto, é um meio leve de informar a população sobre este tema”, assinala a juíza Keylla Ranyere.

    TJ-PI

A magistrada destaca ainda a participação do TJPI no Salão do Livro e os objetivos buscados. “Hoje estamos em mais uma ação da Coordenadoria da Mulher dando o start na segunda etapa da campanha Sinal Vermelho, que visa acolher, proteger a mulher que está em situação vulnerável. Fazemos também um chamado para que as entidades públicas e privadas possam entrar nesta campanha de combate à violência doméstica e familiar contra a mulher”, ressalta.

Leia o cordel na íntegra. 

Se você tem habilidades em Redes sociais, Social Media, edição de fotos, vídeos e artes gráficas e atende as características a seguir: Notebook próprio; CNH AB; Moto própria; Disponibilidade para viajar; Potencial para aprender After Effects. Mande seu currículo para o número abaixo.

PostMídia - 86 99598 0258


Fonte: TJ-PI

Comentários