Todos pela vida -

UBS Santa Isabel realiza ação alusiva ao Setembro Amarelo

A Unidade Básica de Saúde Santa Isabel, zona Leste, realizou junto aos usuários e ao Polo Academia da Saúde, ação educativa alusiva ao Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio. A ação contou com os profissionais das equipes de saúde, os quais junto aos usuários participaram da caminhada orientada, exercícios físicos e palestras de conscientização. Ao final, ocorreu o café da manhã com todos os usuários e profissionais.

Foto: PMT

O suicídio é uma triste realidade que atinge o mundo todo e gera grandes prejuízos à sociedade. Em Teresina, existe o ambulatório especializado de saúde mental e de prevenção ao suicídio -ProVida- que funciona na rua Álvaro Mendes 1557, região central.

“O ambulatório Provida funciona atendendo pessoas com ideação suicida que buscam atendimento de forma espontânea com psiquiatra e psicólogo como forma de intervir emergencialmente, a curto prazo, a ideação suicida”, explica Laryssa Carvalho, gerente de Saúde Mental da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A modalidade de tratamento adotada pelo Provida é o de psicoterapia de crise, que consiste numa intervenção emergencial de curto prazo, com duração média de seis a oito semanas, com objetivo de reduzir a perturbação mental e, consequentemente, o risco de suicídio, requerendo um atendimento especializado. O atendimento tem continuidade com encaminhamento para o serviço mais adequado, que pode ser na rede de saúde mental, por meio dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), conforme as necessidades do paciente e de suporte aos familiares do paciente.

Embora os números de suicídios estejam diminuindo em todo o mundo, os países das Américas vão na contramão dessa tendência, com índices que não param de aumentar, segundo a OMS. Sabe-se que praticamente 100% de todos os casos de suicídio estavam relacionados às doenças mentais, principalmente não diagnosticadas ou tratadas incorretamente. Dessa forma, a maioria dos casos poderia ter sido evitada se esses pacientes tivessem acesso ao tratamento psiquiátrico e informações de qualidade.

Fonte: PMT

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco