'Nos foi tirado o direito' -

Mulher é enterrada em cemitério errado após troca de corpos no hospital

Uma idosa de 70 anos foi enterrada, neste domingo (31/03), em Duque de Caxias (RJ), após ser exumada. Segundo a família, o corpo de Rosa Maria Marinho Medrado, que morreu em decorrência de complicações de um câncer, foi trocado pela administração do hospital e liberado para outra família que realizou o enterro. As informações são do SBT News.

Foto: Reprodução

Quando os familiares de Medrado chegaram ao hospital UPH José Moreira da Silva, foram informados que o corpo já havia sido reconhecido. O corpo da idosa foi trocado pelo de uma outra mulher com o mesmo nome, porém com idade e sobrenome diferentes. A causa da morte também não era a mesma.

Rosa Maria da Conceição Elói, de 44 anos, faleceu por um problema no coração. A família afirma que reconheceu o corpo certo no hospital, mas que o caixão estava lacrado durante o velório e não foi possível perceber o erro.

A família de Medrado procurou ajuda de um advogado e conseguiu realizar a exumação do corpo do Cemitério Municipal de Belford Roxo, além de comprovar a troca dos corpos. O corpo de Rosa Maria foi enterrado em caixão lacrado porque já estava em estado de decomposição.

“Era pra nossa mãe ter vindo pra cá na quinta-feira porque as pessoas já estavam aqui para prestar as suas últimas homenagens e nos foi tirado o direito de ver o rosto da nossa mãe no velório”, desabafa Tatiana Marinho Medrado, filha de Rosa Maria.

A polícia diz que não é possível definir qual tipo de crime pode ter sido cometido. Familiares e responsáveis pelo atendimento do hospital serão ouvidos nos próximos dias para continuidade da investigação. A prefeitura de Duque de Caxias ofereceu suporte psicológico para as famílias e disse que as medidas cabíveis foram adotadas, entre elas, uma sindicância para saber de quem foi a culpa.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco