Tratando câncer de cólon -

Idosa morre após ter intestino queimado por robô durante cirurgia

Uma idosa de 78 anos morreu após um robô queimar seu intestino durante uma cirurgia. O caso foi registrado na Califórnia (EUA), em 2022. O marido da vítima moveu uma ação judicial contra o fabricante do robô. As informações são do Ric.com.br.

A vítima identificada como Sandra Sultzer estava realizando a cirurgia para tratar câncer de cólon. O dispositivo de quatro braços é ativado por um cirurgião por meio de uma câmera, enquanto outro profissional usa um controle e pedais para controlar os braços do robô.

Foto: FreepikImagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Segundo o processo, ocorreu um vazamento de eletricidade quando os braços robóticos estavam cortando o tecido corporal da paciente e queimou os órgãos internos de Sandra sem o conhecimento da equipe cirúrgica.

A queimadura causada pelo arco voltaico – fenômeno no qual a eletricidade irradia – passou despercebida, pois estava fora da área de visão do médico.

O processo também afirmou que a Intuitive Surgical Inc – a empresa que criou o robô – recebeu “milhares de relatórios de lesões e defeitos”.

O advogado da família ainda alegou que a empresa não treinou suficientemente os médicos sobre como usar o robô adequadamente, aumentando o risco de um erro cirúrgico.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco