Acidente aconteceu em Barcelos -

Equipe especial será responsável por identificar os corpos do acidente aéreo ocorrido no Amazona

O governo do Amazonas anunciou a formação de uma equipe de trabalho, reunindo profissionais do Instituto Médico Legal e do Instituto de Identificação, com o objetivo de identificar os corpos das vítimas. Com informações do Metrópoles.

Foto: Reprodução

Os corpos das vítimas foram transportados para o Instituto Médico Legal de Manaus no domingo (17/9) e passarão por procedimentos de necropsia. O acidente ocorreu no sábado (16/9) e resultou na perda de 14 vidas.

Conforme informações do Departamento de Polícia Técnico-Científica, dos 12 turistas a bordo da aeronave, cinco eram provenientes de Goiás, quatro de Minas Gerais e os demais de São Paulo, Paraná, Roraima, Maranhão e Amazonas. Em resposta à chegada dos corpos à capital do Amazonas, a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) providenciou uma sala de apoio psicossocial para os familiares das vítimas nas instalações do Instituto Médico Legal.

Embora os nomes dos passageiros e tripulantes ainda não tenham sido divulgados oficialmente, o governo do Amazonas recebeu uma lista da empresa responsável pela aeronave acidentada. Amigos e familiares prestaram homenagens às vítimas nas redes sociais.

Segue a lista atualizada das vítimas: Euri Paulo dos Santos – proprietário da Moderna Empreendimentos e Serviços e diretor da Ensel Engenharia e Serviços Especiais (MG); Fábio Campos Assis – empresário goiano (GO); Fábio Ribeiro, empresário e ex-executivo do Grupo Algar (MG); Gilcresio Salvador Medeiros – dono de pousada em Niquelândia (GO); Guilherme Boaventura Rabelo – diretor da GJB Engenharia e Empreendimentos Ltda (MG); Hamilton Alves Reis – diretor de vendas e marketing da Algar Tech (MG); Heudes Freitas – ex-funcionário da Algar e diretor da Terra Engenharia Fundações e Sondagens (MG); Luiz Carlos Cavalcante Garcia – ex-funcionário da Algar e diretor do Cajubá Country Clube (MG); Marcos de Castro Zica – produtor rural de Uruaçu (GO) Renato Souza Assis – aposentado (GO); Roland Montenegro Costa – médico cirurgião-geral do Hospital de Base em Brasília (DF); Witter Ferreira de Faria – produtor rural de Uruaçu (GO) Leandro Souza – piloto; e Fernando Galvão – copiloto.

A Manaus Aerotáxi, empresa proprietária da aeronave envolvida no acidente, emitiu uma nota lamentando a tragédia e enfatizou que a segurança dos passageiros e da tripulação é sua prioridade. A nota ainda assegura que a aeronave e a tripulação envolvidas no acidente estavam em conformidade com todas as regulamentações da autoridade de aviação civil para garantir a segurança da aeronave e dos passageiros.

A aeronave, do modelo Embraer EMB-110 Bandeirante, havia decolado de Manaus com destino a Barcelos, e o acidente ocorreu durante uma tentativa de pouso na cidade. As circunstâncias exatas que levaram à queda ainda não foram determinadas, embora tenha havido chuva no momento do acidente. O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Vinícius Almeida, observou que, inicialmente, os turistas estavam na região para praticar pesca esportiva.

A investigação das causas do acidente será conduzida pela Polícia Civil do Amazonas e pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII).

Fonte: Metrópoles

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco